IX Encontro de Enfermagem Universitário

    189
    Quando:
    13/05/2019 – 16/05/2019 dia inteiro
    2019-05-13T00:00:00-03:00
    2019-05-17T00:00:00-03:00
    Onde:
    Escola de Enfermagem da USP
    Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar
    419 - Jardim Paulista, São Paulo - SP, 05403-000
    Brasil
    Custo
    R$ 25,00 a R$ 40,00

    A Jornada Asas do Bem, série de palestras promovida pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) sobre a importância da doação de órgãos e a contribuição da aviação para os transplantes, será realizada em São Paulo (SP) em 14 de maio, às 20h. O evento integra a programação do IX Encontro de Enfermagem Universitário, promovido pelo Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP).

    Lançada em 2018, a Jornada Asas do Bem já passou por onze estados e o Distrito Federal, reunindo mais de 1,7 mil pessoas em eventos realizados por hospitais, centrais de transplante e iniciativas sociais. A palestra é conduzida pelo publicitário Alexandre Barroso, que conta sua história de luta pela vida depois de três procedimentos de transplante (duas vezes de rim e uma de fígado). Além da importância sobre a doação, Barroso enfatiza também o papel da aviação para os transplantes. A ação é uma extensão do Asas do Bem, programa lançado em 2014 pela ABEAR para divulgar o transporte aéreo gratuito de órgãos realizado pelas empresas aéreas desde 2001.

    Eficiência e agilidade

    Em 2018, cerca de 8,7 mil itens para transplante (órgãos, tecidos, equipes médicas, entre outros) foram transportados gratuitamente por aviões, sendo que aproximadamente 80% do volume é de responsabilidade das empresas associadas à ABEAR (os demais transportes são referentes a operações de outras companhias aéreas, voos privados e da Força Aérea Brasileira, transporte terrestre, por exemplo). A colaboração do transporte aéreo contribui para que o Brasil tenha o maior sistema público de transplantes do mundo, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O esforço inclui, além das companhias aéreas, o Ministério da Saúde, a Central Nacional de Transplantes (CNT), o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), órgão do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), e operadores aeroportuários.

    O diretor de Comunicação da ABEAR, Adrian Alexandri, ressalta que em um país com dimensões continentais a participação das companhias aéreas é de extrema importância para oferecer a agilidade necessária para que um órgão possa ser transportado de uma região para outra, mantendo as condições de conservação adequadas para cirurgia. “Além do benefício de conectar pessoas, o transporte aéreo traz uma série de efeitos positivos de caráter social e um deles é salvar vidas, com a agilidade na entrega dos órgãos para doação”, diz.

    Confira aqui a programação completa.

    Deixe seu comentário