Eventos

Calendário de eventos

ago
22
qui
2019
24º Congresso Abramge e 15º Congresso Sinog: Saúde Suplementar: Desafios e Perspectivas – As Transformações de um Setor Dinâmico @Hotel Renaissance
ago 22 – ago 23 dia inteiro

O CEO da Infoway, Ney Paranaguá, empresa especialista no desenvolvimento de sistemas de gestão, será o moderador de um debate sobre “Inovações na Área Tecnológica”, durante 24º Congresso Abramge e 15º Congresso Sinog, que acontecerá no dia 22 de agosto, às 14h, em São Paulo (SP).

O executivo vai intermediar o debate entre o diretor-executivo do Acate, Walmoli Gerber Júnior, do Co-Founder e CEO da Go Good, Bruno Rodrigues, do CTO da CogniSigns, Leandro Mattos e do Head de Growth – TNH Health, Fábio Sato. Nesta edição, o 24º Congresso Abramge e 15º Congresso Sinog, terá como tema principal a “Saúde Suplementar: Desafios e Perspectivas – As Transformações de um Setor Dinâmico”.

ICAD Brazil 2019 – Feira e Congresso Internacional de Dermatologia Estética e Envelhecimento Saudável da América Latina @Centro de Convenções Frei Caneca
ago 22 – ago 24 dia inteiro

O ICAD Brazil 2019, evento internacional de Dermatologia Estética e Envelhecimento Saudável da América Latina, chega a sua 6ª edição em uma nova fase. Dirigido exclusivamente para médicos, o Congresso, que está totalmente reformulado, é o único evento multiespecialidades e com a participação de dermatologistas, oftalmologistas, ginecologistas, cirurgiões plásticos, nutrólogos e endocrinologistas. A ideia é promover a interação das diversas especialidades interessadas na área de dermatologia estética.

A uma semana do evento – o ICAD Brazil acontece de 22 a 24 de agosto em São Paulo (SP) – a expectativa da organização é receber um público de mais de dois mil médicos. Para o Congresso serão cinco auditórios com palestras, workshops, cursos práticos e demonstrações ao vivo.

“Os procedimentos estéticos são os destaques no Congresso. Preenchimento facial com técnicas avançadas, fios de sustentação, a associação de tecnologias para os melhores resultados, cefalometria e temas da dermatologia clínica como melasma. Além disso, o foco também se dará na gestão de consultório, que vai ajudar o médico em assuntos relevantes que não são ensinados durante a vida acadêmica”, diz a médica dermatologista Clessya Rocha, membro do comitê científico do evento.

A sala de demonstrações ao vivo é uma das novidades desta edição, com a realização de procedimentos in loco, como fios para rejuvenescimento facial, bioestimuladores faciais, peeling, preenchedores e equipamentos corporais, além de estética íntima.

“O objetivo é munir os médicos de informações, por meio da interdisciplinaridade, com a troca de experiências e, em especial, a entrega de ‘dicas’ do dia a dia que serão exemplificadas nos cursos. Nós, do comitê científico, selecionamos médicos experientes e que estão entregando conhecimento de qualidade, com respaldo científico e ético a todos os participantes”, comenta a Dra. Clessya.

Outro destaque são os cursos práticos no último dia do Congresso. “Nos cursos, os participantes terão a oportunidade de observar o uso de tecnologia para harmonização facial e corporal, como colo laser, criolipólise, ultrassom micro e microfocado, ondas eletromagnéticas combinadas com uso de toxina botulínica, preenchedores e as novas tendências em injetáveis, que são os fios de sustentação”, destaca o dermatologista Dr. Ivan Rollemberg, coordenador dos cursos.

O Professor Dr. Roberto Limongi – presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular (SBCPO) e parte do comitê científico do ICAD Brazil 2019 – salienta a importância de um evento como ICAD para promover a interação entre as diversas especialidades médicas envolvidas com a dermatologia estética. “No Brasil já avançamos muito no que diz respeito à qualidade na formação técnica e o ICAD é um evento único e inovador neste sentido, além de um encontro que colabora no desafio de alertar sobre os riscos na realização de procedimentos estéticos por não médicos e especialistas”, afirma.

O ICAD 2019 Brazil é destinado exclusivamente a médicos inscritos no Conselho Regional de Medicina (CRM). Os médicos visitantes terão acesso gratuito à área de exposição do evento, com mais de 70 marcas e ao auditório com as palestras sobre Gestão de Clínicas e Consultórios.

XVIII Congresso Sul-Brasileiro de Medicina Intensiva e I Congresso das Ligas Acadêmicas de Medicina Intensiva @Associação Médica do Paraná
ago 22 – ago 24 dia inteiro

A Sociedade de Terapia Intensiva do Paraná (Sotipa), em parceria com a Associação de Medicina Intensiva Brasileira, promovem nos dias 22 a 24 de agosto, em Curitiba, o XVIII Congresso Sul-Brasileiro de Medicina Intensiva.

O médico intensivista Dr. Rafael Deucher, presidente do Congresso, vice-presidente da Sotipa e coordenador das UTIs do Hospital VITA Batel, localizado em Curitiba, conta que o evento reunirá profissionais de renome do Brasil e do exterior para abordar o atendimento e procedimentos da medicina intensiva. Além disso, o encontro fará uma abordagem multidisciplinar sobre o assunto, reunindo além de médicos intensivistas, profissionais das áreas de enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, pediatria e psicologia. “O seminário é uma oportunidade para trocar experiências e discutirmos a importância de ações coletivas, coordenadas e inteligentes dirigidas à atenção e segurança do paciente grave e como devem ser os cuidados na unidade de terapia intensiva”, destaca Dr. Rafael.

Durante o Congresso haverá também uma UTI aérea para exemplificar como é realizado o atendimento a pacientes em situações que necessitam este tipo de atenção e transporte de paciente crítico.

Para os profissionais interessados em submeter seus estudos para a Sessão de Temas Livres, o regulamento já consta no site. Os pesquisadores têm até o dia 31 de julho para fazê-lo.

Na ocasião, será realizado também o I Congresso das Ligas Acadêmicas de Medicina Intensiva, promovido pelo Centro de Estudos e Pesquisa em Emergências Médicas e Terapia Intensiva (Cepeti), que tem a finalidade de viabilizar o estudo e aprofundamento de temas referentes à medicina intensiva por meio de reuniões e participação em pesquisa científica, projetos de extensão, atividades práticas vinculadas ao voluntariado da medicina intensiva.

XXIV Congresso Paulista de Ginecologia e Obstetrícia @Transamerica Expo Center
ago 22 – ago 24 dia inteiro

Consagrado como o maior simpósio da especialidade no Brasil, o Congresso da SOGESP chega a sua 24ª edição em 2019. Com média de 7 mil congressistas, que se mantém há anos, o evento apresenta nível internacional em dimensão e estrutura.

O Congresso mais uma vez será sediado em São Paulo (SP). Ocorrerá de 22 a 24 de agosto, prometendo ser novo marco para a história da Ginecologia e Obstetrícia nacionais.

Os preparativos iniciaram-se ainda no fim de 2018, sob organização da Central de Eventos da SOGESP. Manoel João B. Castello Girão, diretor científico da Associação, afirma que o sucesso do Congresso se deve a vários fatores: “A qualidade dos temas, sempre atuais e de grande relevância, e a escolha criteriosa dos palestrantes garantem elevado padrão de excelência. Além disso, a constante preocupação da Diretoria em buscar melhorar tanto o conteúdo como a forma das apresentações também contribui para o altíssimo nível do debate”.

Obstetrícia

A professora titular do Departamento de Obstetrícia da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo e coordenadora científica de Obstetrícia da SOGESP, Rosiane Mattar, acrescenta que a organização procura escalar sempre docentes com expressivo repertório específico em cada área. Também há o cuidado de contemplar as diversas regiões do estado de São Paulo. Desse modo, a SOGESP consegue analisar, em cada Regional e em cada escola de Medicina, quais são os professores que podem melhor transmitir seus conhecimentos aos associados. “Procuramos planejar um encontro que abarque assuntos voltados ao médico ginecologista e obstetra no sentido de capacitá-lo e atualizá-lo para a assistência a nossas pacientes.

Durante todas as atividades – desde o curso pré-congresso até as aulas expositivas sobre os top temas, os debates informais, as discussões interativas e os cursos de emergências obstétricas –, a audiência tem participação ampla e ativa. Essa troca entre congressista e ministrante, para nós, é fundamental”, conta Rosiane.

Ela ainda comenta sobre a apresentação de trabalhos científicos, projeto que já faz parte do cronograma do Congresso SOGESP há anos. Segundo Rosiane, para serem aprovados é necessário que tenham originalidade, tratem de assuntos importantes e estejam de acordo com os indicativos das Comissões de Ética apresentados na plataforma Brasil. Prêmios em dinheiro são oferecidos de acordo com a relevância do objeto de estudo, dos achados e da metodologia empregada.

Honorários

Tradicionalmente, o simpósio recebe um fórum sobre defesa e valorização profissional. Na edição de 2019, o fórum acontecerá na sexta-feira à tarde, dia 23, a partir das 15h. Maria Rita de Souza Mesquita, segunda vice-presidente da SOGESP e coordenadora da Comissão em Defesa e Valorização do Obstetra e Ginecologista, destaca que dois temas relevantes serão abordados: aplicabilidade da telemedicina dentro da especialidade de Ginecologia e Obstetrícia e honorários médicos/cobrança segundo a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM). “Essa questão se torna de extrema importância, uma vez que nem todas as operadoras utilizam a tabela da CBHPM, desenvolvida pela Associação Médica Brasileira (AMB). Outra agravante é que grande parte dos médicos especialistas não está habituada a trabalhar com os portes da Classificação Hierarquizada. Por isso é imprescindível que a SOGESP apresente a problemática aos associados”, pontua Maria Rita.

Ginecologia

Para o coordenador científico de Ginecologia da SOGESP, Rogério Bonassi Machado, além do compromisso em manter o alto nível científico e organizacional e a missão didática, o Congresso ainda funciona como um ponto de encontro dos colegas da Ginecologia e Obstetrícia. Ele também ressalta que, em seu campo de atuação, este ano serão pauta Ginecologia geral, Ginecologia endócrina, anticoncepção, climatério, infertilidade, oncologia, sexualidade e endometriose, entre outros assuntos. “Inclusive, esta edição conta com três cursos práticos sobre endoscopia ginecológica, assoalho pélvico e patologia do trato genital inferior. O curso prático para residentes, que já acontece há dois anos, estará presente também”, finaliza o especialista.

Responsabilidade Social 

Um dos destaques da edição 2019 é fruto de recente parceria firmada com o Instituto Liberta e a Folha de S.Paulo. Será o painel “Exploração sexual de crianças e adolescentes: o tamanho do problema e a responsabilidade do ginecologista e obstetra”.

A pauta merecerá sessão especial em 23 de agosto, das 11h às 12h30. Em formato de roda de conversa, terá participação das presidentes do Instituto Liberta, Luciana Temer, e da SOGESP, Rossana Pulcineli Vieira Francisco, e de alguns convidados especialistas nessa grave questão social e de saúde pública.

Lamentavelmente, no Brasil, as estatísticas são assustadoras: somos o segundo país no ranking de exploração sexual de crianças e adolescentes, números assustadores. Da mesma forma estarrece ver o desconhecimento da sociedade. “Temos milhares de meninas e meninos que se submetem a uma vida indigna, que certamente trará consequências traumáticas quase insuperáveis. Diante desse quadro, Governo e sociedade civil devem assumir seus papéis”, pontua Luciana.

“No caso dos médicos especialistas em Ginecologia e Obstetrícia, é essencial compreender a proporção do drama, preparar-se para o acolhimento, ter consciência da importância da notificação e de como fazê-la, entre outros itens”, finaliza Rossana.

ago
30
sex
2019
Cannamerica – Congresso sul-americano sobre o uso medicinal da cannabis @Enjoy Resort & Casino - Centro de Convenções
ago 30 – set 1 dia inteiro

Quando se fala em maconha, o que vem à sua cabeça? Se a resposta foi apenas pessoas utilizando a planta como droga para ficarem eufóricas e relaxadas, definitivamente está na hora de rever os seus conceitos. Atualmente a cannabis, seu nome científico, tem se destacado no meio médico e se mostrando eficaz no tratamento de uma extensa lista de males. De acordo com o Dr. Sidarta Ribeiro, neurocientista e professor Titular de Neurociências e Vice-Diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, “a cannabis tem mais de 100 princípios ativos canabinoides e entre eles estão os princípios THC e CBD, os mais importantes e que auxiliam a combater doenças como epilepsia, depressão e Alzheimer”.

Os efeitos da cannabis

Quando se fala em benefícios, o canabidiol (CBD), substância derivada do vegetal, reduz a ativação exacerbada dos circuitos nervosos, o que leva às convulsões, em pacientes com epilepsia. A curiosidade sobre os componentes do cannabidiol fez com que o professor de Química Medicinal da Universidade Hebraica de Jerusalém, Raphael Mechoulam fizesse estudos mais aprofundados sobre um dos componentes psicoativo da cannabis: o tetrahidrocanabinol (THC). O pesquisador pioneiro da cannabis descobriu que o THC interage com o maior sistema de receptores do corpo humano, o sistema endocanabinóide. Phd e avô da pesquisa de cannabis analisou a substância e verificou que a mesma serve para tratamento de patologias convulsivas, esquizofrenia, perturbação pós-traumática do stress (PTSD) e o seu impacto em outras funções no corpo humano.

Há também pesquisas relacionadas a doenças como a Esclerose Múltipla, onde o CBD e o THC, outro princípio ativo encontrado na planta, atuam inibindo os impulsos que levam à dor e à rigidez muscular. Para tratamento da ansiedade, por sua vez, esses dois elementos aumentam na concentração e o aproveitamento de Anandamimda, um neurotransmissor que desencadeia uma sensação de felicidade. Outro exemplo é a dor crônica, que é amenizada porque as moléculas da planta diminuem a transmissão dos sinais dolorosos. E novos trabalhos dão indícios de que as boas notícias não param por aí. Um deles foi realizado na Universidade de Londres, na Inglaterra, e mostrou que os canabinoides podem ser eficazes no combate à leucemia, especialmente se usados após a quimioterapia.

“Existem muitas evidências científicas que orientam à necessidade de regulamentação. As autoridades deveriam se basear nelas para propor políticas públicas eficazes e disponibilizar o medicamento fitoterápico para os pacientes graves, na Farmácia Viva no SUS, pois se trata de um fitoterápico e, não baseá-las em preconceito e nas leis de mercado. Segundo a pesquisadora e Diretora clínica da Associação Brasileira de Estudos da Cannabis Sativa (SBEC), Eliane Nunes, “o CBD é possível ser importado desde 2015 e, desde 2018 já se encontra, a venda um derivado fitoterápico, em farmácias, o Mevatyl, aprovado pela Anvisa e consagrado no exterior com o nome de Sativex”.

Em 2017, o primeiro medicamento à base da planta chegou ao mercado. Outro indício de que o assunto tem mexido com a sociedade é que o número de pacientes que conseguiu autorização para a importação do vegetal com fins terapêuticos cresceu 25 vezes em quatro anos, passando de 168 em 2014 para 4236 em 2018. A quantidade de médicos que prescreveu tratamento com a sua aplicação também disparou, foi de 321 para 911 no mesmo período, indicando uma elevação de 183%.

O que é a Cannamerica?

Outro fato que merece destaque é a realização da Cannamerica, maior congresso sul-americano que abordará exclusivamente o tema “uso medicinal da cannabis” e acontecerá entre os dias 30 de agosto e 1º de setembro na cidade de Punta del Este, no Uruguai. O evento contará com 800 participantes, entre médicos, cientistas, educadores, investidores e representantes dos órgãos oficiais. Apesar de tudo isso, muitos passos ainda são necessários para facilitar o acesso dos brasileiros à cannabis terapêutica. E não faltam dados para mostrar como isso é relevante!

set
12
qui
2019
I Congresso Mineiro de Cuidados Paliativos e Tanatologia @Associação Médica de Minas Gerais - Centro de Convenções e Eventos
set 12 – set 14 dia inteiro

A Regional Sudeste da Academia Nacional de Cuidados Paliativos (ANCP) irá realizar em 2019 o I Congresso Mineiro de Cuidados Paliativos e Tanatologia. Com inscrições abertas, ele ocorrerá na capital mineira entre os dias 12 e 14 de setembro.

O evento terá quatro cursos pré-congresso que ocorrerão no dia 12 de setembro, são eles Hipodermóclise, Intervenções na funcionalidade, Comunicação de notícias difíceis na terminalidade e Controle de Sintomas. A programação tem como base o “jeito mineiro de cuidar”, que segue agregador, acolhedor, mantendo os valores e tradições aliadas as inovações que chegam para somar. E tem como desafio integrar e expandir a rede de todos os serviços e iniciativas do estado.

MIGS 2019 – Minimally Invasive Gynecologic Surgery @Hotel Pullman São Paulo Vila Olímpia
set 12 – set 14 dia inteiro

A cidade de São Paulo se prepara para receber, entre os dias 12 e 14 de setembro, um dos eventos mais aguardados do calendário mundial da ginecologia e uroginecologia: o congresso MIGS 2019 (Minimally Invasive Gynecologic Surgery).

O evento reunirá grandes nomes mundiais da cirurgia minimamente invasiva em ginecologia, inovação, alta tecnologia, experiência prática e discussões sobre os temas mais relevantes do momento. O programa incluirá cirurgias ao vivo, palestras, aulas, debates e cursos pré-congresso teóricos e workshops.

“Nos cursos pré-congresso, teremos a opção de treinamento em ‘fresh frozen specimens‘, atividade muito rara no país, além do Treinamento em Técnicas de uroginecologia e um importante workshop sobre o diagnóstico por Ultrassom e Ressonância Magnética da endometriose e adenomiose. Haverá também um extenso programa didático incluindo cinco cirurgias e ultrassom ao vivo”, informa o Dr. Maurício Abrão, um dos coordenadores do evento e um dos maiores especialistas internacionais em endometriose, doença que atinge mais de sete milhões de brasileiras e será um dos destaques do evento.

Em relação à endometriose, que pode levar até 12 anos para ser descoberta, o evento apresentará importantes inovações, como o workshop sobre as técnicas de diagnóstico por imagem da endometriose, estratégias de planejamento cirúrgico e novas opções terapêuticas e clínicas para o tratamento da endometriose e adenomiose, além de discutir o uso de algoritmos na detecção e controle da doença.

Entre os palestrantes, há nomes de grandes destaques no cenário internacional, como o alemão Hans Peter Dietz, atualmente professor da Universidade de Sidney e especialista em exames de imagem do assoalho pélvico, Dr. Francisco Carmona, da Espanha, especialista em endometriose, além dos ginecologistas italianos Mario Malzoni e Marcelo Ceccaroni. As inscrições estão abertas para médicos do Brasil e exterior.

set
13
sex
2019
I Congresso Paraense de Cuidados Paliativos @Radisson Hotel Belém
set 13 – set 14 dia inteiro

Entre os dias 13 e 14 de setembro a Regional Norte-Nordeste da Academia Nacional de Cuidados Paliativos (ANCP) realiza na cidade de Belém (PA), o I Congresso Paraense de Cuidados Paliativos, com o tema “Cuidados Paliativos para todos: uma necessidade da Neonatologia e Geriatria”.

Tendo como base o juramento do Paliativista, o evento objetivo de abordar a comunicação empática e compassiva, acolhimento, abordagem centrada na família, respaldadas em competência técnica e ética, buscando sobretudo, alívio do sofrimento.

set
20
sex
2019
4º Congresso Internacional de Medicina Obstétrica @Maksoud Plaza Hotel
set 20 – set 21 dia inteiro

O ginecologista e obstetra Michael Robson, responsável pela criação da Classificação de Robson, ferramenta desenvolvida para monitorar e avaliar a qualidade do serviço obstétrico em maternidades ao redor do mundo, é o convidado internacional do 4º Congresso Internacional de Medicina Obstétrica do Hospital e Maternidade Santa Joana. O evento será realizado nos dias 20 e 21 de setembro, em São Paulo (SP).

A classificação foi adotada como padrão pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2015 e baseia-se no antecedente obstétrico, número de fetos, apresentação fetal, idade gestacional e início do trabalho de parto de cada gestante, o que permite caracterizar a população atendida em diferentes hospitais e diagnosticar as mudanças dos cuidados clínicos e os desfechos por grupo ao longo do tempo.

Michael Robson, que é consultor do The National Maternity Hospital, de Dublin (Irlanda), e membro do Royal College of Obstetricians and Gyneacologists, abordará os seguintes temas no evento:

·         Classificação de Robson: racional e aplicação

·         Como classificar as indicações de cesárea: um novo modelo

·         Manejo do trabalho de parto espontâneo e induzido (Grupo 1, 2,3 e 4) no National Maternity Hospital (Dublin, Irlanda)

O Congresso de atualização médica, que traz o que há de mais moderno em ginecologia e obstetrícia, gestação de alto risco e de alta complexidade, terá outros temas previstos na programação, como pré-natal gemelar e de gravidez fruto de reprodução assistida; prevenção da prematuridade; diagnóstico e conduta; doença trofoblástica gestacional; e aspectos éticos e legais na prevenção do erro médico; além de conferências e debates com o convidado internacional. Também, está marcado para 19 de setembro o pré-congresso, quando será realizado o curso em simulação realística de assistência ao parto com enfoque no parto vaginal.

As inscrições estão disponíveis para médicos, enfermeiros, residentes e estudantes.

74º Congresso Brasileiro de Cardiologia (SBC 2019) @Centro de Eventos FIERGS
set 20 – set 22 dia inteiro

Quem se inscrever para o 74º Congresso Brasileiro de Cardiologia até o dia 30 de junho terá desconto especial que pode chegar a 30%. A SBC oferece ainda combos para quem quitar a anuidade 2019 e também fizer a inscrição para o evento, que será realizado entre os dias 20 e 22 de setembro, na capital gaúcha.

Este ano a Comissão Executiva – CeCON – tem como meta oferecer aos congressistas um formato mais ágil e interativo. Entre as novidades está o SBC Talks, um espaço com apresentações mais curtas e dinâmicas, sobre assuntos não cardiológicos, como cognição, perdão e estresse, inspirado no modelo TED Talk. “O Fórum de Ideias trará temas como empreendedorismo e comunicação, além de promover conversas sobre a pesquisa da SBC que traçou o perfil do cardiologista brasileiro”, acrescenta o presidente do Congresso, Leandro Zimerman.

O evento terá ainda uma programação especial para profissionais de outras áreas como fisioterapia, enfermagem, nutrição e psicologia, que poderão participar do Simpósio de Especialidades.