Eventos

Calendário de eventos

mar
23
sáb
2019
15º Congresso Paulista de Pediatria @Centro de Convenções Frei Caneca
mar 23 – mar 26 dia inteiro

A SPSP – Sociedade de Pediatria de São Paulo promove, entre os dias 23 e 26 de março de 2019, o 15º Congresso Paulista de Pediatria. Realizado em São Paulo (SP), o evento terá ampla programação científica, contando com a presença de renomados especialistas da área para discutir inúmeros temas, divididos em cursos pré-congresso, conferências, miniconferências, painéis, mesas-redondas e colóquios. Haverá, ainda, 15 sessões de apresentação oral de temas livres e três sessões de pôsteres comentados.

De acordo com o Dr. Claudio Barsanti, presidente da SPSP, as atividades científicas do congresso foram minuciosamente discutidas, com a certeza do empenho máximo de todos os envolvidos. “Convido a todos que representam a nossa especialidade a participarem da construção de mais um congresso de referência. Que venha o XV Congresso Paulista de Pediatria! Que venham todos os nossos parceiros, amigos e congressistas, pediatras de destaque, para que, juntos, descortinemos mais um espetáculo científico que nunca mais se apagará da memória de todos os seus participantes.”

A edição anterior do evento aconteceu em março de 2016. Para o Dr. Barsanti, os três anos que separaram uma da outra serviram para discutir os acertos, os problemas, os temas, as atividades e o local de realização. “Buscamos, pela análise dos erros e dos acertos, caminhos para um evento ainda mais grandioso e brilhante.”

Assuntos

Entre os cursos pré-congresso, que acontecem no dia 23 de março, sábado, estão: reanimação neonatal; desafios da alergia alimentar na prática pediátrica; exames hematológicos na urgência; manejo clínico da lactação; reconhecimento e tratamento dos distúrbios de ritmo cardíaco.

No domingo, dia 24, alguns dos temas abordados serão: resistência antimicrobiana; uso de cosméticos na infância e na adolescência; anemia falciforme; enfrentando a obesidade infantil; triagem metabólica; aleitamento materno no século XXI; recusa vacinal e antivacinismo; crimes virtuais e cyberbullying; cuidados paliativos em paciente com doença neuromuscular.

Já na segunda, estão entre os assuntos: os novos modelos familiares na consulta pediátrica; quando pensar em doença inflamatória intestinal; cuidados paliativos em cardiopatia congênita; infecção materna por arbovírus; ética, bioética e comunicação digital entre médico e paciente; repercussão oftalmológica do uso de smartphones e outras telas na infância; o paradoxo da proteína na saúde e na doença; humanização como fator de segurança no atendimento da criança.

No último dia, 26, as palestras tratarão de: desmistificando a primeira consulta odontológica; câncer; acidentes mais prevalentes na infância; tráfico de menores; seguimento do recém-nascido pré-termo extremo; disforia de gênero; vasculites; depressão na infância e adolescência; insônia comportamental; febre sem sinais de localização; e dor em membros inferiores, entre outros assuntos.

Algumas das empresas que apresentarão simpósios-satélite são: Danone, Nestlé, Alere e Johnson.

mar
29
sex
2019
I Congresso Internacional de Ozonioterapia Médica e I Fórum de Ozonioterapia Médica Baseada em Evidências Científicas @Teatro Santa Cruz
mar 29 – mar 31 dia inteiro

O uso da ozonioterapia, método que utiliza o gás ozônio no organismo como tratamento complementar de diversos tipos de doenças, ainda não é uma realidade no Brasil, embora já aplicada com resultados comprovados em países como Alemanha, Japão, Itália, Espanha, Portugal, Rússia, China e Cuba, além de 23 estados norte-americanos, entre outros. No entanto, a luta para o reconhecimento do procedimento ganha um novo capítulo com a criação da Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (Sobom). Formada por médicos de diferentes especialidades, o órgão tem como um de seus principais objetivos reconhecer a sua prescrição como ato médico de caráter complementar, em todo o território nacional, a exemplo do que já acontece com a Odontologia desde 2015.

Inserida pelo Ministério da Saúde como prática integrativa do Sistema Único de Saúde (SUS) e aprovada pelo Senado Federal, a ozonioterapia aguarda votação na Câmara dos Deputados e, se aprovada, passa para sanção presidencial. Embora seja um procedimento de uso corrente internacionalmente, é necessário que a ozonioterapia passe por um processo de reconhecimento e regulamentação para uso dos profissionais de saúde no Brasil, assim como os equipamentos geradores de ozônio também precisam ser regulamentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Considerado um dos oxidantes mais eficazes, o ozônio medicinal tem resultados expressivos no controle de doenças inflamatórias, infecciosas, problemas circulatórios, lesões articulares (artrites e artoses), hérnia de disco e feridas decorrentes de diabetes e varizes, entre outras enfermidades. A sua aplicação é indicada para pessoas de todas as idades e o método também é capaz de reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia, incluindo náuseas, vômitos, infecções e úlceras bucais.

Contudo, atualmente, os médicos somente são autorizados a utilizar a terapia em caráter experimental, pois o Conselho Federal de Medicina (CFM) não aprova a prática, alegando falta de comprovação da eficácia e segurança da técnica para médicos e pacientes.

“É inaceitável que após 130 anos de uso em tantos países, com estudos e pesquisas realizados por instituições renomadas, estando disponível inclusive no sistema público de saúde de vários países desenvolvidos, a ozonioterapia seja considerada um procedimento experimental. Criamos a Sobom para militar em defesa da prática segura da ozonioterapia, após diagnóstico realizado por médico capacitado, pois somente assim será possível o exercício pleno e coerente da técnica, embasada em evidências científicas”, defende Maria Emília Gadelha Serra, presidente da entidade.

O não reconhecimento da ozonioterapia como ato médico lesa o direito do cidadão de ter acesso a um procedimento altamente eficiente e relevante, praticado dentro das normas de segurança, segundo a presidente. “Não mediremos esforços para comprovar sua eficácia e de lutar para que a prática seja regulamentada e realizada de maneira legal, consciente, responsável e ética. A falta de regulamentação traz ainda outros prejuízos, pois favorece a prática por leigos sem formação na área de saúde, bem como a utilização de equipamentos sem o devido controle de qualidade”, explica.

A ozonioterapia pode ainda trazer economia significativa tanto para o SUS quanto para as empresas da área de saúde suplementar. Um bom exemplo é o estudo realizado pela economista Celina Ramalho, que aponta redução entre 40% e 80% dos custos em saúde, a partir da eficácia da prática nas suas diversas aplicações.

“A regulamentação da ozonioterapia é uma questão fundamental para a sociedade brasileira e para a comunidade médica. O tratamento pode aumentar a sobrevida dos pacientes, com qualidade de vida e maior sensação de bem-estar, além de potencialmente diminuir a necessidade de cirurgias complexas e o uso crônico de medicamentos”, conclui Maria Emília.

Congresso Internacional: entre os dias 29 a 31 de março, acontece o I Congresso Internacional de Ozonioterapia Médica e o I Fórum de Ozonioterapia Médica Baseada em Evidências Científicas, em São Paulo (SP). Organizado e realizado pela Sobom, o evento contará com palestras de renomados profissionais, entre eles, cinco internacionais.

mar
30
sáb
2019
I Congresso Internacional de Ozonioterapia e I Fórum de Ozonioterapia Baseada em Evidências Científicas @Teatro Santa Cruz – Portão 11
mar 30@10:00 – mar 31@20:00

A Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (Sobom), entidade formada por médicos de diferentes especialidades e que luta pela regulamentação da ozonioterapia como ato médico no Brasil, promove o I Congresso de Ozonioterapia Médica e o I Fórum de Ozonioterapia Baseada em Evidências Científicas. As atividades reunirão especialistas nacionais e internacionais, com os objetivos de difundir conhecimento sobre a ozonioterapia e mobilizar a classe médica em torno dos benefícios da prática, que utiliza o gás ozônio no organismo como tratamento complementar de diversos tipos de doenças. O evento acontece nos dias 30 e 31 de março, em São Paulo (SP).

No total serão nove painéis, ministrados por 33 palestrantes, apresentando estudos e pesquisas científicas sobre a aplicação da ozonioterapia em diversos países, assim como resultados em casos de tratamento. Entre os conferencistas já confirmados estão os médicos José João Gonçalves, presidente da Sociedade Portuguesa de Ozonioterapia e médico do Comitê Olímpico Português; Jéssica Cordova, presidente da Associação Médica Boliviana de Ozonioterapia; Carlos Guarin, docente do Curso Superior Universitário de Ozonioterapia da Universidade de Buenos Aires, Argentina; Carlos Perez Garcia, imunopatologista colombiano e Frank Hérnandez Rosales, pesquisador e autor de 101 publicações sobre o tema, fundador do Centro de Investigações do Ozonio, em Cuba, além de co-autor do livro “Ozono. Aspectos básicos y Aplicaciones Clínicas”.

De acordo com Maria Emília Gadelha Serra, presidente da Sobom, é fundamental difundir conhecimento entre a comunidade médica, meio acadêmico, outras instituições e a sociedade. “A nossa luta é para regulamentar a ozonioterapia como ato médico em todo País. Dessa forma, precisamos estimular o desenvolvimento e a difusão da ozonioterapia médica de forma legal, segura, científica e ética, provendo informação e formação de excelência aos profissionais. Para isso, reunimos profissionais renomados no Brasil e no mundo para mostrar seus importantes benefícios e cases com comprovação cientifica, nos quais o tratamento foi aplicado de forma complementar com excelentes resultados”, explica.

O Congresso e Fórum serão realizados nos dias 30 e 31 de março. Os 150 primeiros inscritos terão a oportunidade de participar de curso pré-Congresso sobre Ozonioterapia, ministrado por Maria Emília Gadelha Serra, presidente da Sobom, e médicos especialistas na técnica e membros da diretoria da Sobom. As aulas serão realizadas em 29 de março, das 12h às 19h30, em São Paulo, e abordarão mecanismos de ação e vias de aplicação, bem como evidências científicas e a ozonioterapia no dia a dia do consultório médico.

As inscrições para o I Congresso de Ozonioterapia Médica e I Fórum de Ozonioterapia Baseada em Evidências Científicas já estão abertas e podem ser realizadas pelo site oficial.

abr
11
qui
2019
9º Congresso do Departamento de Imagem Cardiovascular (DIC) @Centro de Convenções Frei Caneca
abr 11 – abr 13 dia inteiro

O Departamento de Imagem Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia (DIC) realiza de 11 a 13 de abril o maior evento de discussão de imagem cardiovascular do país.  O DIC reúne cardiologistas, clínicos, radiologistas, ultrassonografistas, intervencionistas, pediatras que atuam com diagnóstico em cardiologia por meio de imagem.

No congresso em São Paulo serão abordadas as inovações, indicações e novos protocolos para o uso do ecocardiograma (ultrassom do coração), tomografia (angiotomografia), ressonância magnética e da medicina nuclear (cintilografia, PET) tendo como base as diretrizes internacionais e o que há de mais inovador nas discussões ao redor do mundo.

Em mais de 60 case sessions, conferências e mesas redondas, profissionais brasileiros e 11 estrangeiros, considerados os grandes inovadores em suas áreas, discutirão casos reais e cenários clínicos. O presidente do Congresso 2019, Dr. Rodrigo Bellio de Mattos Barretto, também chefe da Seção de Ecocardiografia do Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo acredita que “teremos uma programação diferente, com muita discussão de casos, permitindo uma análise crítica dos métodos de imagem nos mais diversos cenários clínicos”.

abr
22
seg
2019
28º Congresso Fehosp @Tauá Hotel Atibaia
abr 22 – abr 25 dia inteiro

Entre os dias 22 a 25 de abril, acontece a 28ª edição do Congresso Fehosp. Por meio de palestras, debates e apresentação de cases, a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo traz a temática: “Fazendo check-up na gestão: eficiência no diagnóstico, sucesso no tratamento”.

O encontro em Atibaia (SP) e proporcionará aos participantes troca de experiências, além de promover ainda mais conhecimento.

O Congresso é destinado a presidentes, provedores, administradores, diretores hospitalares, diretores clínicos e técnicos, farmacêuticos, nutricionistas, gestores de pessoas, advogados, profissionais da comunicação, profissionais de TI, profissionais de custos, contadores, enfermeiros, gestores de qualidade, universitário e demais profissionais da área da saúde.

Paralelo ao congresso, serão realizados 9 fóruns com os seguintes temas: Controladoria – finanças, Contabilidade e Custos, Sistemas de Gestão e T.I., Governança Clínica, Gestão de Pessoas, Cadeia de Suprimentos – Compra, Almoxarifado e Farmácia, Qualidade e Segurança do Paciente, Jurídico, Hotelaria e Hospitalidade e Comunicação.

Além dos fóruns, também será realizada a 28ª Mostra de Materiais, Equipamentos e Serviços Hospitalares.

“O evento é uma oportunidade única de networking e contribui para a busca de novos caminhos para as práticas atuais de gestão hospitalar”, ressalta o diretor-presidente da Fehosp, Edson Rogatti.

abr
23
ter
2019
2º CONDEPE – Congresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem @Transamerica Expo Center
abr 23 – abr 24 dia inteiro

Um dos destaques da programação do 2º CONDEPE – Congresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem será Widlani Montenegro, gestora de Enfermagem UTI do Hospital São Domingos.

Ela proferirá duas palestras, com as temáticas “Manejo de Inserção e Manutenção do Cateter de PICC (Cateter Central de Inserção Periférica)” e “Indicadores no Cuidado ao Paciente Crítico”.  Ela antecipa que tais discussões são extremamente relevantes, em especial para os gestores de enfermagem e os profissionais de terapia intensiva.

A aula de Manejo tem por objetivo a qualificação por meio do conhecimento de habilidades capazes de garantir segurança ao paciente, durante a terapia intravenosa. A proposta é que o congressista aprenda noções práticas para inserção do cateter de PICC.

Já na segunda palestra, a finalidade é orientar os profissionais sobre os indicadores atuais, além de direcionar e gerenciar os resultados assistenciais em relação ao cuidado do paciente crítico.

“Vamos propor alternativas seguras de confirmação da localização da ponta do cateter”, explica Widlani Montenegro.

O CONDEPE será dinâmico e interativo, com constante troca de experiências entre o público e o palestrante. É a oportunidade de um momento reflexivo em relação às mudanças de práticas diárias no atendimento ao paciente.

Widlani afirma que a importância do Congresso é inserir Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares nas estratégias das instituições e que isso repercute em melhores práticas de gestão e assistência seguras.

“Temos passado por grandes modificações nos modelos de saúde. Existe a necessidade de reposicionar a enfermagem no cenário nacional, interinstitucional. Para tal, o CONDEPE contribuirá inclusive para melhorar a visão dos Enfermeiros”, detalha a palestrante.

CONDEPE

Com a premissa do Desenvolvimento Profissional em Enfermagem, o CONDEPE – Congresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem é o primeiro Congresso de proporção nacional totalmente voltado para toda classe de Enfermagem: Enfermeiros, Técnicos, Auxiliares e Estudantes. A segunda edição do evento será realizada nos dias 23 e 24 de abril, em São Paulo (SP), com o tema “Tecnologia e os desafios da enfermagem moderna”. O Congresso contará com diversas palestras e demonstrações práticas que visam a capacitação e desenvolvimento continuado dos profissionais deste importante campo da assistência e cuidado aos pacientes.

maio
16
qui
2019
13° Congresso Paulista de Endocrinologia e Metabologia (COPEM) @Centro de Convenções Frei Caneca
maio 16 – maio 18 dia inteiro

Avanços em pesquisa do diagnóstico ao tratamento de doenças endócrinas, com ênfase no dia a dia do endocrinologista, são os motes do 13° Congresso Paulista de Endocrinologia e Metabologia (COPEM), que será realizado em São Paulo (SP) entre os dias 16 e 18 de maio. Estima-se um público de 1.500 pessoas.

A geneticista Mayana Zats é uma das convidadas e abordará os dilemas da ética médica na era do genoma. Além dela, estão confirmadas as presenças de outros cinco pesquisadores internacionalmente renomados: os Drs. Michael Nauck (Alemanha), Richard Auchus  (Universidade de Michigan – EUA), Irina Bancos (Mayo Clinic – EUA), Antonio Bianco (Universidade de Chicago – EUA) e Maria Beatriz Lopes (Universidade de Virginia – EUA), sendo os dois últimos pesquisadores brasileiros radicados nos Estados Unidos e especializados em doenças tireoidianas e hipofisárias, respectivamente. Estes convidados internacionais discutirão temas palpitantes, desde novas drogas utilizadas para o tratamento do diabetes, a medicina personalizada para o manejo de doenças tireoidianas e, até mesmo, a descoberta de hormônios derivados da testosterona, que estão implicados na etiologia de doenças na infância e vida adulta.

“Teremos 3 cursos de imersão, destacando-se o de Novas Tecnologias para o Tratamento de Diabetes e Avanços em Endocrinopediatria, além de 22 simpósios que abordarão desde doenças frequentes como obesidade, diabetes e câncer de tireoide, até doenças que causam infertilidade. Preparamos também 11 conferências com os principais pesquisadores de São Paulo”, conta a Dra. Tânia Bachega, presidente da Comissão Científica do evento e médica da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo – SBEM-SP, sociedade médica que organiza o COPEM.

Interação – seguindo a tendência de sua última edição, o COPEM 2019 terá o Meet the Professor, atividade que promove o encontro dos congressistas para uma sessão de tira dúvidas com renomados especialistas das diferentes áreas. Também faz parte da programação o Debate Socrático sobre o tema controverso na pratica clínica: “Microcarcinoma papilífero de tiroide – operar ou observar?”, ocasião onde dois especialistas debaterão pontos científicos divergentes.

maio
29
qua
2019
XII Congresso Paulista de Neurologia @Sofitel Jequitimar
maio 29 – jun 1 dia inteiro

O XII Congresso Paulista de Neurologia, um dos mais importantes e tradicionais eventos da especialidade, acontece entre os dias 29 de maio e 1º de junho, no Guarujá (SP).

“É uma tarefa muito difícil, pois cada edição do Congresso supera o anterior e libera o caminho para que o próximo também o supere. É este o nosso desafio, lapidar a excelência. São tempos difíceis, mas a chama que alimenta nosso interesse de aprender e de melhor cuidar de nossos pacientes vai aquecer o inverno do Guarujá”, afirma o presidente do evento, Wilson Marques Junior.

Entre os principais temas que serão debatidos no Congresso da Associação Paulista de Neurologia (Apan) – organizado pela Associação Paulista de Medicina (APM) – estão: Semiologia, Genética, Dor, Miopatias, Neurorreabilitação, Cerebrovascular, Epilepsia, Demências, Neuroinfecção / LCR, Neuromodulação, Cefaleia, Esclerose Múltipla / NMO, Distúrbios do Movimento, Neuropatias Periféricas, Manifestações Neurológicas de Doenças Sistêmicas, Distúrbios do Sono, Doenças do Neurônio Motor, Cuidados Integrativos, Terapêutica em Neurologia, Encefalite Autoimune e Homecare.

O evento também traz debates de temas inovadores em 2019, como Judicialização na Neurologia, Lições de Meus Pacientes, Desenvolvimento de Carreira, Gestão em Neurologia, Liberdade Financeira para os Neurologistas e a Sessão de Controvérsias. Atividades já consagradas, como o Neurocinema e a Sessão Survival, serão mantidas, bem como aulas sobre Arte e Neurologia e História da Neurologia.

E além de abrigar o Encontro das Ligas de Neurologia e o Congresso Neurológico da Infância e Adolescência, o XII Congresso Paulista de Neurologia também terá um espaço especial para as áreas de atuação da especialidade, como Neurointensivismo, Neuro-oncologia, Neurologia do Esporte, Neurologia Infantil, Neurofisiologia Clínica, Neuroimagem, Neuro-oftalmologia, Neuro-otologia, Neurourologia e Neurologia da Mulher.

O primeiro lote está disponível para inscrições até o dia 28 de fevereiro. Associados da Apan, da Academia Brasileira de Neurologia (ABN) e da APM possuem valores diferenciados: associacaopaulistamedicina.org.br/atualizacao-medica/eventos/xii-congresso-paulista-de-neurologia

ago
8
qui
2019
International Cardiology Meeting – XLVI Congresso Paranaense de Cardiologia @Expo Unimed
ago 8 – ago 10 dia inteiro

A Sociedade Paranaense de Cardiologia promove de 8 a 10 de agosto, o International Cardiology Meeting – XLVI Congresso Paranaense de Cardiologia. Serão discutidas as estratégias para redução de mortes cardiovasculares prematuras, um dos objetivos da Organização Mundial da Saúde (OMS) para 2025. O evento ocorre em Curitiba (PR).

ago
22
qui
2019
XVIII Congresso Sul-Brasileiro de Medicina Intensiva e I Congresso das Ligas Acadêmicas de Medicina Intensiva @Associação Médica do Paraná
ago 22 – ago 24 dia inteiro

A Sociedade de Terapia Intensiva do Paraná (Sotipa), em parceria com a Associação de Medicina Intensiva Brasileira, promovem nos dias 22 a 24 de agosto, em Curitiba, o XVIII Congresso Sul-Brasileiro de Medicina Intensiva.

O médico intensivista Dr. Rafael Deucher, presidente do Congresso, vice-presidente da Sotipa e coordenador das UTIs do Hospital VITA Batel, localizado em Curitiba, conta que o evento reunirá profissionais de renome do Brasil e do exterior para abordar o atendimento e procedimentos da medicina intensiva. Além disso, o encontro fará uma abordagem multidisciplinar sobre o assunto, reunindo além de médicos intensivistas, profissionais das áreas de enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, pediatria e psicologia. “O seminário é uma oportunidade para trocar experiências e discutirmos a importância de ações coletivas, coordenadas e inteligentes dirigidas à atenção e segurança do paciente grave e como devem ser os cuidados na unidade de terapia intensiva”, destaca Dr. Rafael.

Durante o Congresso haverá também uma UTI aérea para exemplificar como é realizado o atendimento a pacientes em situações que necessitam este tipo de atenção e transporte de paciente crítico.

Para os profissionais interessados em submeter seus estudos para a Sessão de Temas Livres, o regulamento já consta no site. Os pesquisadores têm até o dia 31 de julho para fazê-lo.

Na ocasião, será realizado também o I Congresso das Ligas Acadêmicas de Medicina Intensiva, promovido pelo Centro de Estudos e Pesquisa em Emergências Médicas e Terapia Intensiva (Cepeti), que tem a finalidade de viabilizar o estudo e aprofundamento de temas referentes à medicina intensiva por meio de reuniões e participação em pesquisa científica, projetos de extensão, atividades práticas vinculadas ao voluntariado da medicina intensiva.