Geração de empregos na saúde é 3x maior que média brasileira

1271

A saúde suplementar já responde por 8,1% da força de trabalho no país. De acordo com dados do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), o número de postos de trabalho formal no setor cresceu 3,4% na comparação entre dezembro de 2018 e o mesmo mês do ano anterior. O que significa um aumento de 114,1 mil vagas.

No mesmo período, o total de empregos formais no Brasil teve avanço de apenas 1%. Luiz Augusto Carneiro, superintendente executivo do IESS, destaca que “é evidente que em todo o país o setor está contratando em ritmo superior à média nacional. O que indica que o mercado está se preparando para voltar a crescer”, pondera.

O setor de saúde suplementar é composto por operadoras que atuam por meio de rede credenciada, grupos ou redes que visam à assistência médica, hospitalar e odontológica com diferentes recursos estruturais e especialidades para atendimento à população.

O Sistema Unimed mineiro, umas das referências em saúde suplementar no Brasil, fechou 2018 com 8,6 mil empregos diretos. “O Sistema é responsável pela geração de trabalho e renda, assistência médica, desenvolvimento social voltado para a saúde e a sustentabilidade da cadeia do setor nas regiões. Para se ter uma ideia, as Unimeds mineiras pagaram aproximadamente R$ 1,38 bilhões em impostos em 2017”, explica o diretor de Controle da Unimed Federação Minas, Dílson Lamaita.

Em Minas Gerais, o maior plano de saúde do estado possui também a maior cobertura. A Unimed está presente em 98% do território mineiro e conta com quase 3 milhões de clientes sendo atendidos por 18 mil médicos cooperados. É reconhecida pelos mineiros por sua rede de atendimento credenciado: são quatro pronto-atendimentos, cinco hospitais-dia e 399 hospitais.

Na rede própria, o Sistema Unimed possui 15 hospitais, 24 unidades de pronto atendimento, além de clínicas, laboratórios, centros de diagnósticos e ambulâncias.

Novo hospital

Investir em estrutura própria também impulsiona o mercado de trabalho e, no primeiro semestre deste ano, o Sistema Unimed mineiro terá mais um hospital. As obras do Hospital Unimed Juiz de Fora terminaram e, agora, inicia a fase de pré-ativação, com testes, equipagem e treinamentos para o cumprimento de todas as regras de segurança clínica.

O projeto está alinhado às diretrizes da Unimed Federação Minas e contempla ampliações e um modelo de assistência à saúde com acolhimento e cuidado integral. Em pleno funcionamento, o hospital contará com 190 leitos, 800 profissionais e terá capacidade para mais de 14 mil internações/ano.

Deixe seu comentário