Hospital Moinhos de Vento lança projeto de telemedicina em UTI pediátrica

891

A Telemedicina Pediátrica no Hospital Moinhos de Vento (TeleUTIP), de Porto Alegre (RS), será inaugurada nesta quinta-feira (1). Neste projeto, há compartilhamento de informações, por meio de videoconferência entre a equipe da instituição em Porto Alegre e equipes assistenciais de duas Unidades de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) no país.

Estarão integrados o Hospital Regional do Norte, de Sobral, no Ceará, e o Hospital Geral de Palmas, em Tocantins. Dois médicos e duas enfermeiras da UTIP do Moinhos de Vento farão rounds diários – processo para acompanhar a situação clínica de pacientes. Também haverá contatos semanais com equipe multidisciplinar, que inclui nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e psicólogo. Se houver necessidade, serão realizados rounds sob demanda com médicos de especialidades específicas.

“O Hospital Moinhos de Vento compartilha sua medicina de excelência com hospitais do SUS em todas as regiões do país por meio do Proadi-SUS. A TeleUTIP, o mais novo avanço nesse campo, vai proporcionar a transferência de conhecimento ao vivo e em tempo real no atendimento a pacientes pediátricos a 4 mil quilômetros daqui. É a tecnologia e a expertise de profissionais da área da saúde do Moinhos levando para lugares distantes a nossa meta de cuidar de vidas”, afirma Mohamed Parrini, superintendente executivo.

Na instituição onde haverá o atendimento remoto, um carrinho com equipamentos de telemedicina é conduzido, sempre no turno da manhã, entre os leitos na UTI. Com a câmera controlada a partir da Central de Comando no Hospital Moinhos de Vento, a equipe em Porto Alegre focaliza o paciente, os aparelhos e seu dados e discute o caso com os profissionais de saúde.

“Vamos compartilhar protocolos e conhecimento do Hospital Moinhos de Vento com hospitais no Norte e Nordeste”, afirma o médico Felipe Cezar Cabral, responsável técnico pelos projetos de Telemedicina do Hospital Moinhos de Vento.

As duas instituições de saúde participantes têm atuação representativa em seus Estados. Hospital Regional do Norte é o maior do interior do Nordeste, responsável por atender população de 1,6 milhão de pessoas em 55 municípios cearenses. O Hospital Geral de Palmas, na capital de Tocantins, tem 399 leitos de internação, dos quais oito na UTI Pediátrica.

“O fato de estar compartilhando o cuidado com uma equipe de um hospital de excelência, como o Moinhos de Vento, pode reduzir o risco de burnout (estresse ocupacional)”, acrescenta Cabral.

A telemedicina é desenvolvida pela Equipe de Responsabilidade Social do Moinhos de Vento em conjunto com a coordenação nacional do Programa Telessaúde Brasil Redes da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, através do Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS). Por meio desse projeto, instituições de saúde privadas, de reconhecida excelência, desenvolvem projetos para qualificar o SUS.

Além da qualificação no atendimento aos pacientes pediátricos, outra finalidade do projeto é capacitar as equipes assistenciais das UTIs remotas. Serão oferecidos treinamentos à distância e apoio na elaboração de protocolos e rotinas institucionais.

“A intenção é aproximar médicos intensivistas pediátricos e as equipes multidisciplinares do Hospital Moinhos de Vento para qualificar e sistematizar o cuidado ao paciente crítico em unidades remotas. Outra finalidade é promover a qualificação e a troca de experiências entre as instituições de saúde”, destaca o médico.

Às 11h haverá uma visita à Central de Comando da Telemedicina, quando haverá uma conexão com o hospital em Palmas. Logo após, às 12h15, no Anfiteatro Schwester Hilda Sturm, começa palestra do médico Eduardo Cordioli, gerente Médico de Telemedicina do Hospital Albert Einstein, de São Paulo. O convidado falará sobre a experiência da telemedicina na instituição paulista e as perspectivas para os próximos anos. Antes dele falam os médicos Felipe Cabral e Luciano Hammes, superintendente de Educação, Pesquisa e Responsabilidade Social do Hospital Moinhos de Vento.

Deixe seu comentário