Hospital Santa Cruz recebe workshop sobre segurança do paciente

727

Em um ambiente hospitalar, a segurança do paciente depende da atuação efetiva de inúmeros profissionais. Além de médicos e enfermeiros, estão envolvidos nessa complexa cadeia de atendimento farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos e toda a equipe de facilities. Para fomentar o debate sobre o assunto, a Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar – Regional Paraná (Sbrafh/PR) promoveu o Workshop de Melhores Práticas em Segurança do Paciente. O evento ocorreu na sexta-feira (30) no Hospital Santa Cruz, de Curitiba (PR).

Entre os assuntos em pauta, estava o impacto da sistematização do cuidado na segurança do paciente. Durante a programação, a gerente assistencial do Hospital Santa Cruz, a enfermeira Mariane Cavalheiro, compartilhou com os participantes algumas práticas exitosas implementadas pelo hospital. “Nos últimos dois anos, organizamos as unidades de internação de acordo com a especialidade – clínica, ginecológica, cirúrgica, oncológica – para conhecermos os riscos e as infecções principais que precisam ser gerenciadas em cada perfil de paciente”, explicou.

“Investindo em capacitação continuada e na especialização do cuidado, alcançamos ótimos resultados”, como redução de horas extras, de custos, de infecções e da rotatividade de profissionais, destacou Mariane. Para tanto, foi preciso definir prioridades simples e metas objetivas, focadas em cinco pontos da assistência: anamnese e exame físico, raciocínio diagnóstico, planejamento terapêutico, execução e avaliação da efetividade. “Dessa forma, conseguimos não só reforçar a segurança, mas trabalhar para superar as expectativas de cuidado do próprio paciente”, completou a gerente assistencial do Hospital Santa Cruz.

Deixe seu comentário