Hospital São Francisco lança serviços especializados nas áreas de oftalmologia, cirurgia plástica e neurocirurgia

77

Reconhecido como unidade de referência para a realização de transplantes de rim e fígado, o Hospital São Francisco na Providência de Deus (RJ) expande sua área de atuação e passa a oferecer três novos serviços aos pacientes: cirurgia plástica, neurocirurgia – focado no tratamento de trombólise – e um serviço oftalmológico completo, com atendimento de emergência 24 horas, realização de procedimentos, como cirurgia de catarata, e transplantes de córnea. “Estou muito animado. Estamos ‘construindo’ um hospital cada vez mais completo para a população, sem deixar de lado o nosso lema Ser humano é a nossa missão”, sublinha Frei Paulo Batista, diretor geral do hospital.

Com os novos serviços, a expectativa da direção do HSF é ampliar o número de atendimentos em 30% e garantir um atendimento completo e humanizado aos pacientes. Equipamentos de ponta e equipes especializadas são a receita para o sucesso dos novos setores.

Pronto atendimento e serviço completo em Oftalmologia

O HSF já conta com mais um serviço especializado: a unidade Tijuca do Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro (IORJ), com pronto-atendimento em todas as áreas da Oftalmologia. O serviço abrange consulta, oftalmopediatria, procedimentos e cirurgias diversas, tudo com o suporte de tecnologia de última geração. No próximo mês, passa a funcionar um serviço inédito na região da Tijuca: Emergência Oftalmológica 24h.

De acordo com Almyr Sabrosa, diretor médico do IORJ e membro da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, um dos principais diferenciais do serviço na nova unidade é a garantia de ser atendido por um corpo clínico renomado. “Os profissionais da nossa equipe têm excelente formação, a maioria estudou em renomadas universidades do exterior.  Eles vão contar com equipamentos de ponta tanto para o atendimento clínico quanto cirúrgico”, garante o diretor do IORJ, que é referência em tratamentos e na formação de especialistas em Oftalmologia.

Transplantes de córnea

Ainda neste semestre, o HSF passará a sediar o maior centro de transplantes de córnea na cidade do Rio, realizando cirurgias particulares e através do Sistema Único de Saúde (SUS). “Nosso objetivo é ajudar o Estado do Rio de Janeiro a ‘zerar’ a fila de espera por transplantes de córnea”, sublinha Gustavo Bonfadini, coordenador de transplantes de córnea da nova unidade. O médico, que também é responsável técnico pelo Banco de Olhos do Rio de Janeiro, lembra que, em 2009, o tempo médio de espera por um transplante do órgão era de 10 anos e hoje está em torno de seis meses. Atualmente, cerca de 850 pessoas aguardam transplante de córnea no estado do Rio, segundo o especialista.

Vitor Roisman, médico do setor de transplante de córnea do IORJ-Tijuca, ressalta o fato do novo serviço funcionar dentro de um hospital geral e de alta complexidade: “teremos no Hospital São Francisco o único centro cirúrgico oftalmológico do Rio de Janeiro dentro de uma unidade hospitalar, o que garante total segurança aos pacientes”.

Plástica reparadora e estética

Também em funcionamento, o Serviço de Cirurgia Plástica do HSF tem seu atendimento a cargo de cirurgiões oriundos do tradicional Serviço de Cirurgia Plástica criado pelo médico Ivo Pitanguy. De acordo com o cirurgião Francesco Mazzarone, responsável pela equipe, a meta é chegar a 30 procedimentos por semana, entre cirurgias estéticas e reparadoras. “Inicialmente, o atendimento ambulatorial é feito na Santa Casa da Misericórdia, e os pacientes encaminhados para a realização das cirurgias no Hospital São Francisco, onde há total estrutura e segurança para a realização dos procedimentos”, explica o cirurgião, que é presidente do Instituto de Cirurgia do Rio de Janeiro e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Federação Ibero Latino-americana de Cirurgia Plástica e Reconstrutora.

Centro avançado para tratamento de AVC

Em breve, pessoas vítimas de casos agudos de acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico ou hemorrágico terão acesso a um atendimento especializado, chefiado pelos neurocirurgiões Marco Aurélio Braz de Lima e Bruno Alexandre Cortes. O Serviço de Trombólise irá beneficiar pacientes com quadro agudo de AVC isquêmico. Braz de Lima explica esta terapêutica é capaz de reverter o quadro isquêmico, evitando que o paciente apresente uma sequela permanente. O neurocirurgião esclarece que a trombólise é um procedimento destinado a dissolver coágulos e trombos que bloqueiem os fluxos sanguíneos, o que é usual após um AVC. “Vamos oferecer um serviço de urgência. Nosso objetivo é prestar pronto atendimento ao paciente que está tendo um AVC agudo”, afirma o especialista.

O médico destaca que a equipe será formada por cinco neurocirurgiões. “Nosso diferencial é uma equipe de altíssima qualidade, com múltiplas especialidades dentro da área da neurocirurgia, pronta para o atendimento das urgências, sejam elas de crânio ou coluna”, completa ele, que é titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Deixe seu comentário