Hospital Unimed Caxias do Sul ganha controle mais preciso da temperatura em ambientes distintos

470

A Unimed Nordeste RS está ampliando o seu hospital em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. A primeira etapa da expansão foi inaugurada em março de 2017 e compreende o Pronto Atendimento, o Centro Cirúrgico Ambulatorial e uma unidade da Farmácia Unimed. As próximas etapas estão previstas para 2018 e 2019. Quando a ampliação for finalizada, o Hospital Unimed Caxias do Sul passará de 12 mil m² para 31 mil m².

O novo empreendimento reunirá pronto-atendimento (adulto e pediátrico), endoscopia, centro cirúrgico ambulatorial e hemodinâmica, unidade materno-infantil (centro obstétrico, centro de parto normal, UTI neonatal e UTI pediátrica), internação pediátrica e obstétrica, áreas de internações, de apoio e estacionamento.

O projeto arquitetônico prioriza a sustentabilidade ao investir numa estrutura que reduzirá os impactos ao meio ambiente. Estão previstas a ampliação da Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), sistema de captação e reaproveitamento de água da chuva – que será utilizada apenas no resfriamento de ar-condicionado e nos jardins – iluminação em LED, aquecimento por meio de placas solares e utilização de placas fotovoltaicas – estas últimas para converter a luz do sol em energia elétrica.

O empreendimento recorreu a Mercato Automação para garantir que o sistema de ar condicionado opere nas condições estabelecidas no projeto. “Em automação, um empreendimento com este porte precisa ter um sistema de controle e periféricos que facilite a operação no dia a dia e reduza os gastos energéticos e operacionais”, comenta Rodrigo Miranda, diretor executivo da Mercato Automação.

A Mercato propôs um sistema que contempla automação e periféricos para controle da central de água gelada e de água quente, ambas com anéis secundários. A empresa adotou mais de 250 conversores de frequência VLT® Micro Drive FC51, da Danfoss, para controlar a variação de carga de climatização do empreendimento.

Segundo Miranda, os conversores de frequência da Danfoss promovem maior durabilidade das bombas e ventiladores, pois reduzem os riscos de quebras. Além disso, diminuem o consumo de energia devido às partidas mais suaves e sua operação modular, que adequa as velocidades e as vazões dos equipamentos de acordo com a real necessidade dos ambientes e do sistema.

Os conversores de frequência VLT® Micro Drive FC51 foram aplicados no bombeamento de água gelada e água quente para garantir que a vazão esteja adequada apenas conforme a necessidade, evitando desperdícios. A solução da Danfoss também foi instalada nas unidades de tratamento de ar responsáveis pela climatização dos ambientes de conforto e críticos, mantendo os níveis de vazão de ar conforme o projetado e compensando as variações de saturação de filtros – muito importantes em hospitais – e as variações nas unidades terminais que atendem a demanda por meio de caixas de volume de ar variável (VAV), com mais de 250 terminais de ar distribuídos pelos pavimentos.

Por fim, o sistema da Mercato abrange o controle de unidades de tratamento de ar para ambientes de conforto, para UTI e para salas cirúrgicas, todas dotadas de conversores de frequência da Danfoss em seus ventiladores. O Hospital Unimed Caxias do Sul ainda conta com unidades de tratamento de ar e recuperação de calor que também usam a tecnologia Danfoss. Toda a integração do sistema de automação da climatização é realizada pela MP Automação. Já a instalação do sistema de climatização é feita pela Arself Ar Condicionado.

A utilização da mesma solução em todo o sistema mantém os equipamentos mais protegidos e operando com mais eficiência se comparado a um sistema tradicional. Luiz Ernandes Boeira da Rosa, arquiteto da Unimed Nordeste, destaca que o empreendimento ganhou controle mais preciso da temperatura nos diversos ambientes do hospital, bem como acompanhamento do status de funcionamento do sistema.

Rodrigo Miranda acrescenta que o impacto desta tecnologia é diretamente ligado a uma melhora na utilização de recursos, como energia e água, bem como na mão de obra operacional, resultando em economia durante a vida útil do empreendimento. “Os conversores de frequência da Danfoss foram escolhidos pela Mercato pela sua confiabilidade, robustez e tecnologia, pois possuem protocolo BACNet que permite integração direta ao sistema de automação e melhor aproveitamento dos seus recursos”, finaliza o diretor executivo da Mercato Automação.

Deixe seu comentário