Impacto das fake news no tratamento do câncer é destaque em evento sobre oncologia

345

Começou nesta sexta-feira (9) e vai até sábado (9) a 6ª edição do Congresso Internacional Oncologia D’Or, no Centro de Convenções do Windsor Oceânico, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ). São aguardadas mais de 5 mil pessoas, entre médicos, profissionais de saúde e estudantes. Ao todo, serão mais de 300 palestrantes, incluindo 10 convidados internacionais, distribuídos em 21 módulos temáticos abrangendo avanços recentes em diagnóstico e tratamento do câncer.

Um dos destaques deste primeiro dia será a mesa “Combatendo Fake News no Mundo do Câncer”. Se por um lado a internet facilitou o acesso à informação, por outro apresenta o desafio da veracidade de muitos conteúdos que circulam na web. Como resultado da desinformação, há casos de pacientes que abandonaram o tratamento convencional e o acompanhamento médico por conta de notícias falsas. A psico-oncologista e especialista em Bioética Luciana Holtz; o diretor de Estratégia e Inovação da Oncologia D’Or, Claudio Luiz Seabra Ferrari; o diretor executivo da Oncologia D’Or, Rodrigo de Abreu e Lima; e o editor da revista Saúde é Vital, Theo Ruprecht; vão debater sobre esse cenário.

Entre os destaques internacionais estão nomes como o de Murray Brennan, reconhecido como um dos maiores cirurgiões oncológicos da história e pelas pesquisas que aprimoraram a compreensão biológica dos tumores. De 1985 a 2006, ele foi chefe do departamento de cirurgia do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, em Nova York, Estados Unidos. Outro convidado é o diretor do Departamento de Oncologia do Hospital Santa Maria, em Lisboa, Luis Costa. Envolvido, principalmente, com estudos clínicos de cânceres de mama e metástases ósseas, Costa também vem desenvolvendo importantes pesquisas sobre o entendimento molecular das metástases.

Avanços tecnológicos

O avanço da ciência e da tecnologia é um dos principais fatores para a melhoria dos meios de diagnóstico e de tratamento do câncer. Nesse contexto, a cirurgia robótica vem alcançando um papel importante, por permitir uma maior precisão no procedimento, proporcionando, assim, mais segurança ao paciente. Por esses motivos, uma das novidades do Congresso neste ano será o Espaço Robótica, onde o congressista terá a oportunidade de ter contato direto com um simulador e ter a experiência de controlar um robô. Conheça a programação completa do VI Congresso Internacional Oncologia D’Or: congressooncologiador.com.br.

Deixe seu comentário