Lançada plataforma digital Abertamente para falar sobre Saúde Mental

97

Buscando levar informação de qualidade sobre saúde mental e desmistificar o assunto, foi criada a plataforma Abertamente, para ajudar quem sofre e precisa sentir-se acolhido. Semanalmente são postados vídeos e conteúdos importantes com orientações médicas que tratam, de maneira clara e objetiva, os sintomas das principais doenças que acometem o sistema nervoso central, como: depressão, ansiedade, esquizofrenia, demência, bipolaridade e síndrome do pânico. Além de vídeos esclarecedores, o canal digital também apoia iniciativas culturais que abordem o tema. A plataforma Abertamente, idealizada pela FQM Farma, pode ser acessada pelo site www.faleabertamente.com.br.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que no Brasil, 23 milhões de pessoas tenham problemas com a saúde mental, sendo ao menos cinco milhões em níveis que vão de moderado a grave.

Na opinião do neurologista, Dr. Willians Lorenzatto, a plataforma Abertamente é muito importante para que as pessoas tenham total acesso à informação. “O objetivo é que a pessoa tenha uma referência na hora de pesquisar sobre o tema e também um canal com os especialistas da área. A população precisa saber que há várias formas de tratamento, sem que haja necessariamente uma internação”, afirma.

A plataforma Abertamente, em apoio ao Centro de Valorização da Vida (CVV), também participa da Campanha Setembro Amarelo de conscientização sobre a prevenção do suicídio, que tem como intuito alertar a população sobre a realidade do suicídio e as formas de prevenção. Através de depoimentos de embaixadores, serão exibidos vídeos nas mídias sociais com o objetivo de atrair e engajar novos voluntários, para que possam aumentar a capacidade de apoio emocional gratuito e sigiloso oferecido pela entidade. Para se candidatar ao voluntariado, basta ter mais de 18 anos de idade, tempo disponível para os plantões semanais e vontade de conversar com pessoas desconhecidas sem pré-conceitos, críticas ou aconselhamentos.

Deixe seu comentário