PodCast para médicos é tendência no Brasil e no mundo

404

Esperado como a próxima tendência na comunicação empresarial, o PodCast, (conteúdo em áudio, disponibilizado através de um arquivo ou streaming) tem feito empresas, apostarem no formato, a fim de disseminar informações específicas da sua área de atuação.

Entre essas organizações que investem na produção desse tipo de conteúdo estão as entidades médicas, universidades e professores que utilizam o formato no processo de educação continuada, formação e atualização científica.

Segundo levantamento da PodPesquisa 2018, realizado oficialmente pela ABPod, (Associação Brasileira de Podcasters) em parceria com a rádio CBN, 31,4% dos ouvintes tem idade entre 30 a 39, sendo a maioria do público masculino (84,1%) e 32,7% possuem ensino superior completo. Mais da metade das pessoas que responderam a pesquisa, também afirmam que costumam ouvir podcasts todos os dias da semana e que o considera mais importante é o conteúdo apresentado, ou seja, podcasts estão muito em evidencia para quem busca material de qualidade.

A grande vantagem dos podcasts é que eles podem ser ouvidos em qualquer horário, no carro, durante uma prática esportiva, sendo necessário apenas o acesso à internet.

Os podcasts estão disponíveis em todos os celulares através dos agregadores de podcasts ou aplicativos. Em aparelhos celulares com iOS: basta baixar o app Podcast ou procure pelo nome do programa no iTunes e assine o feed para ser notificado quando um novo episódio for publicado, já nos celulares com Android ou Windows Phone, é só baixar o app Google Podcast, Castbox, Cast Classic e procurar na busca pelo programa desejado, acessar o conteúdo e assinar o feed ou pelo SoundCloud que está disponível em todos os sistemas operacionais.

Neste contexto, um bom exemplo é a iniciativa do PQU PodCast, com o objetivo de divulgar informações atualizadas, isentas e balanceadas sobre temas de interesse da Psiquiatria, e com foco em atingir médicos (psiquiatras e residentes de psiquiatria em especial) e estudantes de Medicina, é um site no qual é possível acompanhar informações, entrevistas e reflexões que são produzidas para aprofundar o conhecimento na especialidade.

Os episódios do PQU Podcast são divididos em seis categorias: “As evidências sugerem”, “A entrevista psiquiátrica”, “A formação do psiquiatra”, “É questão de opinião”, “Clássicos comentados” e “Entrevistas com profissionais de renome em suas  áreas de atuação”, e foram idealizados pelos especialistas em psiquiatria: Dr. Vinícius Guapo e Dr. Luiz Alberto Hetem, que em diferentes momentos e contextos, atuaram em programas de educação continuada e formação de psiquiatras.

O conteúdo tem foco em psiquiatras em formação, estudantes de medicina, psiquiatras e médicos de família e comunidade, mas também podem ser úteis para médicos em geral e profissionais da saúde que atuam em saúde mental. O conteúdo não é indicado para o público leigo.

Outro exemplo vem da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) que recentemente lançou o NeuroCast, com foco em educação continuada de neurocirurgiões associados e em seu primeiro mês lançou 15 episódios e alcançou mais de 7 mil reproduções.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM) também está em fase de implantação de sua primeira temporada de podcast em formato de debates e entrevistas e tem grande expectativa de auxiliar seus associados na atualização profissional.

“Depois de diversos formatos e programas online como e-lerning, webinar, dentre outros, voltamos a olhar o áudio como uma alternativa mais acessível, eficiente e barata para ofertar aulas e discussões médicas. O investimento é menor e vamos ofertar uma receita que atende melhor a rotina frenética dos médicos que terão acesso a episódios curtos, só em áudio, direto no seu celular, no seu horário disponível e de forma muito simples. Podemos aproveitar, por exemplo, o tempo do trânsito e da academia, de forma mais produtiva”, destaca o presidente da SBCM, Marcelo Rosa de Rezende.

O psiquiatra Vinícius Guapo, do PQU PodCast, que teve a iniciativa de forma independente, sem estar atrelado a uma sociedade ou entidade de classe, conta como tudo começou, “Sou professor e eu e meu colega Luiz Alberto Hetem, de Ribeirão Preto, já participamos de muitos programas de Educação Continuadas em outros períodos de nossa carreira, mas sentíamos falta de ofertar algo mais fácil e mais focados nos residentes. Começamos com um único objetivo, ajudar os residentes de Ribeirão Preto, porque na universidade não é possível abordar temas mais práticos, do dia a dia do consultório. Nos surpreendemos com o resultado. Em um ano de programa, com 1 novo episódio por semana, alcançamos mais de 20 mil reproduções em todo o Brasil, e sem nenhum esforço ou investimento em divulgação. Os próprios residentes de Ribeirão começam a compartilhar os links e inclusive alcançamos outros países. Sem dúvida, é o melhor formato atualmente”, conta o psiquiatra.

Os interessados podem fazer a busca pelos sites ou pelo nome do programa em um dos agregadores de podcast:

No computador ou tablet:

https://pqupodcast.com.br/

http://neurocastsbn.com.br/

http://www.cirurgiadamao.org.br/handcast

https://soundcloud.com

https://www.apple.com/br/itunes/

No celular:

iOS (iphone): Podcasts, iTunes e Soundcloud

Android ou Windows Phone: Google Podcast, Castbox, Cast e SoundCloud

Busque por: PQU Podcast ou Neurocast SBN e em breve Hancast SBCM

Deixe seu comentário