Projetos brasileiros de inovação na área de saúde disputam 30 mil euros

1072

Três propostas brasileiras que prometem gerar impactos sociais positivos na área da saúde estão entre as semifinalistas dos Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social. A iniciativa global vai premiar com 30 mil euros um projeto na área de Melhora da Saúde e Tecnologia Digital (e-Health).

A proposta Especialmente Educando busca auxiliar pessoas com dificuldades motoras que as impede de usar computadores e dispositivos móveis. A inovação da solução está em seu design, criado para atender a uma ampla variedade de limitações de movimento, sendo compatível com qualquer computador, smartphone e tablet sem exigir pré-instalação de software. O TiX e seus acessórios oferecem autonomia, privacidade e qualidade de vida.

Neurobots, um sistema de reabilitação de pessoas que sofreram acidente vascular cerebral (AVC) por meio do uso do pensamento para controle de um exoesqueleto. Para conseguir isso, é utilizada uma técnica conhecida como Interface Cérebro Máquina, que permite alterar as conexões dos neurônios no cérebro do paciente, estimulando que outras vias neuronais se estruturem para realizar a atividade motora.

Finalmente, o SaveLivez usa Data Science para ajudar bancos de sangue e hospitais a conseguirem doadores sob demanda, de forma automatizada e com redução de desperdícios. O robô avisa um doador cadastrado quando um banco de sangue da sua região precisa do seu tipo sanguíneo. Esses alertas acontecem automaticamente a partir da análise de dados que calculam a necessidade por tipo sanguíneo, baseado na previsão de demanda utilizando métodos estatísticos e inteligência artificial.

Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social

Criado com o objetivo de promover soluções inéditas, de grande impacto social e com aporte total de 90 mil euros nos projetos vencedores, os Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social têm ainda mais duas categorias: Mobilidade Sustentável e Segurança Viária e Inovação em Seguros. Além do Brasil, a iniciativa também é promovida nos demais países da América Latina, além de Europa.

A semifinal, que acontece em 13 de junho, em São Paulo, contará com um júri, formado por representantes da Fundación MAPFRE e IE Business School, entidade parceria dos Prêmios, além de profissionais especializados em inovação e empreendedorismo social. A banca julgadora irá escolher um projeto de cada área para ir à Madrid – junto às propostas selecionadas nas outras regiões – disputar a final em 10 de outubro.

Além de concorrer ao prêmio em dinheiro, os participantes vão usufruir de diversos canais de promoção para seus projetos, com apoio, orientação e ajuda para comunicar e desenvolver, da forma mais efetiva possível, suas propostas por meio de mentorias para semifinalistas e coaching para finalistas. Eles também terão acesso a um plano de relações públicas para aumentar a visibilidade de seus projetos para investidores e financiadores em potencial.

Deixe seu comentário