Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro espera imunizar 4,8 milhões de pessoas contra a influenza

294

Para o lançamento da 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) mobilizará mais de 14 mil profissionais de saúde nos 92 municípios. Do dia 10 a 19 de abril, a vacina será aplicada em crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias) e gestantes. As doses estarão disponíveis, das 8h às 17h, em 1845 postos de saúde em todo o Estado. A meta da SES é vacinar 4,8 milhões de pessoas e alcançar 90% do público-alvo.

A vacinação dos demais grupos acontecerá do dia 22 de abril a 31 maio: puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, pessoas com 60 anos de idade ou mais,  trabalhadores de saúde, etc. No ano passado, a cobertura atingida pela campanha foi de 77,99% do público-alvo.

“A vacina contra a influenza é uma das medidas mais efetivas de prevenção em relação à doença e suas complicações”, atesta o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, que convoca a população a se proteger com as doses disponíveis nos postos.

De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, a influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar a complicações graves e a óbito. Segundo ele, as crianças, as gestantes e os adultos com 60 anos ou mais são os grupos mais vulneráveis, por isso precisam se proteger.

Período da campanha

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será realizada de 10 de abril a 31 de maio de 2019, sendo que em 4 de maio acontece o Dia D, período da mobilização nacional.

Importância da vacina

A influenza provoca hospitalização e mortes por infecção. A vacinação reforça o sistema imunológico da pessoa, constituindo-se num importante instrumento de prevenção contra a doença.

Quem será vacinado

Além do grupo já citado, também serão imunizados adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativa e população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, independente da idade. A vacina também será ofertada aos professores das escolas públicas e privadas.

Números no estado

A Superintendência de Vigilância Epidemiológica da SES informa que em 2018, foram notificados 233 casos de influenza, com 30 óbitos. Em 2019, não ocorreu nenhuma notificação da doença.

Deixe seu comentário