Voluntários caracterizados de palhaços fazem mutirão em hospital de São Paulo

2309

No sábado (22), das 15h às 18h, acontecerá no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), em São Paulo (SP), um mutirão do bem com os ‘Doutores Cidadãos’. Cerca de 40 voluntários que atuam como palhaços levarão alegria e diversão aos pacientes que estão internados ou em atendimento, seus acompanhantes e aos profissionais de saúde.

A iniciativa faz parte dos projetos da ONG Canto Cidadão e tem o objetivo de reunir, em um encontro maior, os voluntários que executam suas atividades em vários hospitais e que no dia a dia atuam em duplas ou trios. A ONG, que em 16 anos de existência, está presente em hospitais de Barueri, Jundiaí, São José dos Campos e também da capital paulista.

O projeto ‘Doutores Cidadãos’ já beneficiou aproximadamente 1,5 milhão de pacientes, acompanhantes e profissionais da saúde. Na visão do Canto Cidadão, o voluntariado contribui tanto para quem o recebe quanto para quem o pratica. Este é o caso da voluntária Jéssica Hardt, de 35 anos, também conhecida como Doutora Panquequita pelas pacientes do Hospital Pérola Byington. Jéssica defende que “a partir do momento em que você se doa, você passa a não olhar apenas para si, mas se propõe a entender o mundo de alguém”.

“Eu posso, de alguma forma, transformar a vida de outra pessoa, trazendo algo de bom. É inexplicável o poder que os ‘Doutores Cidadãos’ têm de, com um olhar, tocar o outro”, conta Jéssica Hardt.

Felipe Mello, fundador do Canto Cidadão, explica que o mutirão acontece a cada quatro meses em um hospital diferente e está em processo de ampliação. Segundo ele,  a ideia é que a partir de 2019 os mutirões aconteçam a cada dois meses. “Eles mobilizam centenas de pacientes em um só dia com muitos dos nossos voluntários, que não têm a chance de se conhecer. Mas o mais importante é a criação da atmosfera positiva e do bem, que além de tudo também dá mais leveza ao clima hospitalar”, finaliza.

Deixe seu comentário