Hospital Oftalmológico de Brasília recebe “selo verde” de esterilização

762

 

O Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB) foi certificado com o Selo Verde do Instituto Mais pela contribuição com a melhoria do meio ambiente por meio da utilização de um sistema de esterilização inovador que não utiliza água e economiza energia.

Esse ganho ambiental resulta da decisão do HOB em adotar a tecnologia Sterrad, da Jonhson & Jonhson, na esterilização de equipamentos cirúrgicos há cerca de um ano, o que reduziu o consumo equivalente a 400 litros de água e 17 KW de energia, por ciclo de esterilização feita por métodos convencionais. Com o sistema inovador, a cada ciclo para esterilizar os mesmos materiais, o Hospital deixou de consumir água e o emprego de energia é de apenas 6% em comparação ao que era necessário anteriormente.

Delicado – Em um hospital, a esterilização está entre as atividades de alta relevância e tratando-se de um centro cirúrgico oftalmológico, onde utilizamos permanentemente material empregado em microcirurgias, os quais são extremamente delicados, o processo seguro para esterilizar é fundamental para o sucesso dos procedimentos realizados, comenta o diretor do departamento de catarata do HOB, Takashi Hida. Para o médico “a segurança, somada ao menor emprego de energia, ausência de água e de substâncias tóxicas é o que faz a inovação que o HOB quer”.

O equipamento empregado para esterilização no HOB permite desinfecção de alto nível e descontaminação do ambiente. “São processos realizados dentro de um centro cirúrgico, muitas vezes imperceptíveis ao paciente em seu contato com a instituição de saúde, mas valorizados nos resultados mesmo que de forma inconsciente, porque a garantia de um ambiente esterilizado é parte importante do êxito de uma cirurgia”, avalia a enfermeira-chefe do HOB, Ângela Reginatto.

Ela compara que além da melhoria dos processos, garantia de desinfecção e redução do impacto ambiental com os procedimentos, o Sterrad trouxe também uma economia de tempo para a esterilização. “Com o método convencional, precisávamos de uma semana para esterilizar os equipamentos, pois este processo era terceirizado e exigia prazos para desinfecção e aeração, uma vez que utiliza materiais tóxicos. Hoje, em 48 horas, o ciclo é completado e, se a situação for de urgência, em 30 minutos é possível realizar o processo”, destaca Ângela.

Certificação – Criado em 2008, o Instituto Mais – Mais Atitude Instituto Socioambiental – é uma instituição de direito privado sem fins lucrativos, com a missão de promover e fomentar a consciência socioambiental pela educação e cultura, por meio da pesquisa e capacitação socioambiental para difusão, fortalecimento e incentivo à adoção das boas práticas socioambientais nas instituições e sociedade.

www.institutomais.org 

Deixe seu comentário