Instituto Ética Saúde participa de Congresso Brasileiro de Enfermagem

679

O 13º Congresso Brasileiro de Enfermagem em Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização – SOBECC –, realizado em São Paulo, deu amplo destaque ao tema Compliance, no dia 13 de setembro.

Logo na abertura do talk show “Os desafios do setor da saúde reforçam o papel da política de compliance nas instituições”, o presidente do Conselho Administrativo, Gláucio Pegurin Libório, destacou que o papel do Instituto Ética Saúde é mobilizar e transformar o setor saúde no tocante à ética e integridade. “Nosso grande objetivo é criar uma nova cultura”, afirmou Libório.

Para o Health Care Compliance Officer da Johnson & Johnson, João Ximenez, que também participou do debate, a regra de Compliance na área médica é bem simples e clara. “Atenção especial ao paciente. Ou seja, o melhor resultado ao paciente precisa ser respeitado. O foco absoluto é nele e não na remuneração indevida aos médicos”.

Já o sócio fundador da Íntegra Compliance Outsourcing, Vinícius Pinho, definiu ética como “a junção e a prática de princípios”. E deu um conselho aos congressistas presentes: “Pratique o que é certo. Executar os processos no automático é ruim, se questione o tempo inteiro (o que é diferente de reclamar). Tente entender o seu papel dentro daquele processo ou daquele universo. Outra coisa, não é porque não está escrito que não deva ser cumprido”, acrescentou.

Respondendo a uma pergunta da plateia, Gláucio Libório defendeu que “as pessoas aprendem Ética sim, ao longo do tempo. É um processo de aculturamento”. E concluiu: “No Brasil, estamos burlando todas as regras e não estamos achando os limites. Temos que dar o exemplo, fazermos nossa parte, cada um a sua”.

Deixe seu comentário