Em ação humanizada, equipe de Ortopedia adota quarto do projeto “Acolha um Quarto, Conforte Vidas”

241

Desde o inicio, o projeto de revitalização de 72 quartos do Hospital São Vicente de Paulo (HSV), “Acolha um Quarto, Conforte Vidas”, tem sensibilizado empresas e colaboradores de diversas áreas do hospital. A campanha, em parceria com a iniciativa privada, já recebeu a doação de variadas organizações da região de Jundiaí (SP).

No último mês, a ajuda veio por meio da equipe médica de Ortopedia, que adotou um quarto completo da cota Vigor (R$ 61.503,00). A iniciativa contou com a participação de mais de 80 profissionais, entre eles médicos atuantes, residentes e ex-residentes da instituição.

“Nós reunimos médicos de todo o país, que já trabalharam no São Vicente e possuem um imenso carinho, respeito e reconhecimento pelo aprendizado adquirido aqui. É uma parceria dos profissionais do Instituto Jundiaiense de Ortopedia e Traumatologia (IJOT), que visa retribuir e colaborar com o projeto como forma de gratidão. Estamos felizes em poder participar ativamente da campanha”, conta o coordenador médico da Ortopedia, Dr. Marcelo de Azevedo A. Munhoz.

“Me formei em 1988 no Rio de Janeiro, fiquei na Marinha de Guerra do Brasil de 1989 a 1991, e logo em seguida voltei para São Paulo. Fui residente do IJOT em meados dos anos 90 e tirei meu título de ortopedista no mesmo período. Enquanto fazia minhas especializações em pé e tornozelo, frequentei o Hospital São Vicente. Sou muito grato a tudo isso, principalmente ao Dr. Itibagi Rocha Machado, e se sou algo hoje, devo a esse período. Fico muito feliz em poder retribuir um pouco à instituição  que me deu muito”, conta o Ortopedista, Dr. Luiz Carlos Bianchi.

O médico, que atende em Itatiba, conta também que o carinho pelo São Vicente se estendeu para o filho, que cursa atualmente o 2º ano de medicina e desenvolve atividades no hospital. O profissional faz parte da liga de ortopedia e acompanha o IJOT.

Já o médico ortopedista Dr. Rodolfo José Braga Teixeira, que mora e exerce a profissão em Itapipoca, no Ceará, conta que para ele é uma honra poder contribuir e fazer parte da história do hospital. “Foi minha casa por três anos, onde cresci como pessoa tendo uma formação sólida. Quero agradecer a todos que fazem parte do HSV em especial ao grande professor Dr Itibagi pelos ensinamentos e vivências nesse tempo”, finaliza.

Deixe seu comentário