Rio de Janeiro inaugura Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia

233
Foto: Mauricio Bazilio/SES

O Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione (IEDE), da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ), abre as portas nesta quinta-feira (8) para promover um debate no Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Inúmeras ações estão previstas no pátio da unidade, que fica no Centro, entre 8h e 14h. O foco do evento, intitulado “Dislipidemia na Infância”, é a saúde da criança.

“O evento será muito importante para realizar um levantamento sobre o nível de conhecimento das famílias, e como é avaliado e tratado o problema do colesterol alto na infância. Atualmente, sabemos que há um grande desconhecimento sobre o assunto. É importante destacar que, na presença de níveis de colesterol elevados desde a infância, os riscos da criança desenvolver doença cardiovascular na fase adulta são altos”, disse Cynthia Valerio, médica do IEDE, que destacou: “O foco do evento é esse: detecção precoce de casos de hipercolesterolemia familiar (causa genética de dislipidemia e importante causa de doença cardiovascular precoce na fase adulta) e conscientização da população quanto à necessidade da adoção de um estilo de vida saudável desde a infância”, concluiu.

Entre as ações programadas para o Dia Nacional de Combate ao Colesterol no instituto, celebrado no próprio dia 8, estão palestras com endocrinologistas e pediatras sobre as principais causas, os riscos e como evitar o colesterol alto na infância; orientação de nutricionistas sobre alimentos com maior teor de gordura saturada e gordura trans; coleta de sangue das crianças entre 2 e 14 anos para avaliação de perfil lipídico, conforme indicação médica, além de outras atividades. O evento é promovido pelo Departamento de Dislipidemia da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e conta com o apoio da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Dose certa

Muita gente não sabe, mas o colesterol é um tipo de gordura importante para o funcionamento do nosso corpo, pois participa da formação da parede das células de todo o organismo, além da formação de hormônios e vitaminas. Em pequena quantidade, o colesterol é bom e necessário para o organismo. O problema é quando ocorre um acúmulo na corrente sanguínea, levando ao desenvolvimento de aterosclerose, explicam médicos.

Deixe seu comentário