ABIFINA e Nortec Química promovem webinar sobre doenças negligenciadas

A Associação Brasileira das Indústrias de Química Fina, Biotecnologia e suas Especialidades (ABIFINA) vai realizar, em parceria com a Nortec Química, indústria farmoquímica nacional, líder na fabricação de Insumos Farmacêuticos Ativos (IFAs) da América Latina, o webinar “Cenário das Doenças Negligenciadas – Saúde, Diagnóstico e Acesso”. O evento acontecerá na quinta-feira (14 de abril – Dia Mundial da Doença de Chagas), das 15h às 17h.

O webinar vai abordar temas como a importância de políticas públicas para as doenças tropicais negligenciadas (DTN’s) e a abordagem integral no cuidado aos pacientes. Também contará com dois painéis específicos sobre as estratégias de combate e ampliação do acesso ao tratamento da Doença de Chagas, com Fred Neves, coordenador do Programa de Pesquisa Translacional em Doenças de Chagas – Fio-Chagas, Fiocruz – Bahia. O outro abordará o cenário das DTN’s na América Latina e terá a participação de Sergio Sosa-Estani, diretor Executivo do DNDi (Iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas).

Para debater os temas, o evento contará também com a presença do vice-presidente da Nortec Química, Dr. Marcus Soalheiro e Aila Mota Santana, pesquisadora do LAFEPE (Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco Governador Miguel Arraes).

Segundo o presidente executivo da ABIFINA, Antonio Carlos da Costa Bezerra, o evento marca o compromisso das instituições em contribuir para extinção dessas doenças como problema de saúde pública buscando inovação e promoção de saúde. “Temos o objetivo de revelar o estado da arte no Brasil e no mundo para a busca de novas alternativas terapêuticas que possam dar conta da necessidade de ampliar o diagnóstico precoce em populações pobres”.

Marcus Soalheiro vice-presidente da Nortec Química, única produtora de Benznidazol no Brasil, IFA utilizado no tratamento da doença de Chagas, destaca que o processo de pesquisa, investimento, incentivo e desenvolvimento de novos medicamentos é uma das soluções para o combate as DTN’s. “No Brasil, um dos caminhos é incentivar a indústria farmoquímica nacional. A doença de Chagas, por exemplo, por muito tempo foi uma infecção restrita somente à América Latina e, nas últimas décadas, o problema se espalhou para outros continentes. Aqui os dados são imprecisos, mas o Ministério da Saúde estima que entre 1,9 milhão e 4,6 milhões de brasileiros tenham sido infectados pela doença de Chagas. Outro dado preocupante é que menos de 10% dos casos são diagnosticados a tempo, enquanto apenas 1% recebe o tratamento adequado”.

As doenças tropicais negligenciadas afetam mais de 2 bilhões de pessoas no mundo, sobretudo as mais pobres e desfavorecidas em regiões tropicais e subtropicais do planeta, incluindo as Américas. O número de mortes supera 1 milhão ao ano, com o agravante de causar grande sofrimento e incapacidade permanente em homens, mulheres e crianças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.