Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até dia 22 de junho

A Campanha de Vacinação contra a Influenza foi prorrogada até o dia 22 de junho, conforme decisão do Ministério da Saúde (MS), para ampliar a cobertura vacinal contra a doença. Com cerca de 58% de cobertura vacinal, o estado do Rio de Janeiro tem a meta de imunizar cerca de 4,5 milhões de pessoas, entre gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, crianças com idades entre 6 meses e menores de 5 anos, pessoas com mais 60 anos, pacientes crônicos, além de profissionais de saúde e indígenas. Após o dia 25 deste mês, as crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos também poderão ser vacinados, seguindo orientação do MS.

“É importante que a população procure se vacinar e se previna contra a doença, que é mais frequente nesse período do ano. A vacinação é necessária, pois, apesar da gripe não ser uma doença grave, pode se agravar entre os grupos prioritários”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Sérgio Gama.

As doses aplicadas durante a 20ª Campanha de Vacinação contra a Influenza, programada pelo Ministério da Saúde, imunizam contra os três subtipos de gripe que mais circulam no inverno: A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B. De janeiro até 13 de junho deste ano, foram notificados 596 casos confirmados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no estado do RJ, sendo 22 deles causados pelo vírus H1N1 e 24 provocados pelo vírus H3N2. No mesmo período foram notificados 67 óbitos por SRAG, sendo 4 por H1N1 e 4 por H3N2.

“O inverno é a época de maior circulação do vírus no território fluminense, por isso precisamos que a população procure um posto de saúde para se vacinar, a fim de evitar o aumento das chances de transmissão, além das formas mais graves da doença entre os grupos suscetíveis. É importante que todo público-alvo se vacine, mesmo os que já se vacinaram em outra ocasião”, comenta a subsecretária de Vigilância em Saúde, Cláudia Mello.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo também prorrogou a campanha de vacinação. Até o dia 22 de junho, as doses gratuitas continuam disponíveis na rede pública de saúde, para todos os grupos do público-alvo. No Estado de São Paulo, a meta da campanha é vacinar 10,7 milhões de pessoas contra o vírus Influenza. Mais de 9,1 milhões de paulistas já estão imunizados.

A campanha, que ocorre desde 23 de abril, já vacinou mais de 4 milhões de idosos; 1,2 milhão de crianças; cerca de 228,5 mil gestantes e aproximadamente 63 mil puérperas (mães que tiveram filhos nos últimos 45 dias), entre outros.

Considerando a meta, ainda é preciso vacinar cerca de 1,6 milhões de pessoas. O alerta especial na reta final da campanha é para crianças e grávidas, que ainda apresentam cobertura vacinal de 52% e 54%, respectivamente. Todas as regiões abrangidas pelos 17 Departamentos Regionais de Saúde (DRSs) têm cobertura vacinal de aproximadamente 75%.

“Para esses grupos tomar a vacina é especialmente importante para evitar complicações futuras, como pneumonia e internações hospitalares”, afirma a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato. “A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença”, explica.

Segundo recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacina de 2018 irá prevenir a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B.

A vacina contra gripe é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 60 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil.

Confira a população-alvo da campanha de vacinação, por região*:

Região População-alvo
Grande São Paulo 5.408.306
Araçatuba 213.805
Araraquara 275.690
Marília 350.107
Barretos 125.373
Bauru 503.912
Campinas 1.136.860
Franca 181.034
Piracicaba 389.354
Presidente Prudente 222.270
Vale do Ribeira 81.336
Ribeirão Preto 399.774
Baixada Santista 534.693
São João da Boa Vista 234.490
Vale do Paraíba 701.932
São José do Rio Preto 517.523
Sorocaba 626.009

* Meta é vacinar 90% da população-alvo em cada região

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.