Com crescimento do atendimento online, profissionais da área da saúde aproveitam para se especializar à distância

A cada dia que passa é tempo de aproveitar e aprimorar ainda mais os benefícios tecnológicos que ficaram populares na área da saúde durante a pandemia da Covid-19. A exemplo disso está a telemedicina, ou consultório online, a qual esteve mais presente na vida dos brasileiros como em nenhum outro tempo, se tornando um momento histórico. A busca por facilitar a interação entre médico e paciente, seja em uma consulta eletiva ou emergencial, é reforçada pelas pesquisas e dados divulgados.

Uma pesquisa feita pelo Datafolha, em parceria com a plataforma de telemedicina Conexa Saúde, em abril de 2022, mostra que 73% dos pacientes já fizeram uma consulta online e manteriam o hábito de se consultar somente pela modalidade. A associação representativa dos operadores de telemedicina do país, Saúde Digital Brasil, levantou ainda dados de que, entre 2020 e 2021, foram realizados mais de 7,5 milhões de atendimentos virtuais. Na mesma pesquisa publicada, as consultas nutricionais e de psicologia foram as especialidades da área da saúde mais buscadas pelas pessoas que experimentaram a telemedicina.

Diversos profissionais e pacientes se adaptaram tão bem ao modelo que se apaixonaram pela forma de atendimento, como é o caso da nutricionista Ozzy Santana, que atende online desde março de 2020. Ela conta que atende de forma virtual desde o início da pandemia, e assim como ela, vários pacientes também se apaixonaram. Ela explica que foi um processo natural para levar os pacientes para a forma digital, mas surgiram obstáculos: “eu tinha um atendimento nutricional em grupo, então demorei cerca de 2 meses para conseguir pensar em formas de adaptação. Mas, com a decisão certa, desde então, já finalizei consultas com 21 grupos pelo zoom com duração de 10 semanas cada, uma vantagem imensa. Passei a atender pessoas do mundo todo”.

Mais tempo, mais conhecimento

O escritor e empresário Brunno Falcão acredita que a área da saúde está passando por processos de mudança como foi com o do transporte particular, do táxi para o Uber. “Esse é um exemplo de inovação que trouxe a melhora e a competitividade para o mesmo mercado onde forçou a mudança de paradigma”, explica em seu livro O Fim do Consultório, publicado em 2020. “Eu entendo que o fim do consultório é uma realidade para alguns, por conta da consulta online. E as grandes questões que podemos destacar é onde está o consultório? Quais são as competências profissionais para manter um consultório vivo? O mais importante é proporcionar experiências para os pacientes em que o atendimento seja de qualidade, isso é o que faz a diferença.”

Brunno, além de ser o autor do livro, é CEO Founder da Science Play, uma startup de plataforma de conhecimento científico, lançada em 2017, com o objetivo de democratizar acessos a conteúdos educativos na área da saúde. Com vídeos, palestras de grandes congressos, tradução de artigos científicos, conteúdos nacionais e internacionais, cada vez mais nutricionistas, nutrólogos, endocrinologistas e profissionais que trabalham com a medicina esportiva e a medicina integrativa se especializam à distância sem perder a qualidade.

Com o avanço e a disponibilidade de conteúdo confiável da área da saúde, os profissionais ganham mais tempo para gerenciar sua vida de estudo, sua vida profissional e pessoal. O ganho de tempo facilita a flexibilização na agenda e ajuda a vida de quem não precisa estar no consultório todos os dias.

A nutricionista Ozzy é um exemplo de profissional que procurou a Science Play neste processo de mudança e busca de ganho de tempo. “A plataforma foi incrível, principalmente, em 2020, onde havia tanta oferta online, com teor científico e de confiança. Conheci pessoas incríveis que me fizeram crer na possibilidade de aprendizagem e transformações minha e das minhas clientes por meio do mundo online”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.