Em apoio ao SUS, HCor oferece laudos de eletrocardiograma e discussão à distância

Com o suporte da tecnologia e levando em frente a premissa de compartilhar conhecimento para fortalecer a saúde, a equipe de Telemedicina do HCor oferece sua expertise para laudar à distância exames de eletrocardiograma (ECG) qualificados realizados na rede pública. A iniciativa – viabilizada por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) – auxilia o atendimento pré-hospitalar, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), em 20 estados brasileiros.

A Tele-eletrocardiografia, que é parte do Projeto Boas Práticas na Atenção à Cardiologia e Urgências Cardiovasculares, se propõe a melhorar a qualidade dos exames cardiológicos realizados nas unidades de saúde pública do país. Ao longo de mais de dez anos de existência, os especialistas do HCor já emitiram mais de 1,2 milhão de pareceres médicos de ECG, sendo mais de 670 mil no último triênio.

De acordo com Decarthon Vitor Dantas, cardiologista e arritmologista da Telemedicina do HCor, através da telemedicina é possível propiciar todo um cuidado integrado para o paciente que atendido com uma queixa cardiovascular. “Por meio do sistema, em até dez minutos, o laudo está pronto, uma economia de tempo que sabemos ser preciosa em casos de infarto e de algumas arritmias”, destaca.

Cardiologista e coordenadora médica do projeto, Camila Rocon, comenta que, além do tempo, a participação na condução de quadros complexos tem potencial impacto em desfechos clínicos e evita deslocamentos desnecessários aos pacientes. “Conseguimos oferecer diagnósticos precisos e colaborar nas discussões de casos baseadas nas principais diretrizes nacionais e internacionais de cardiologia”.

Sobre as trocas de opiniões entre os profissionais de saúde, Jessica Theisen, enfermeira de uma das 130 UPAs contempladas, relata que essas têm sido um dos pilares para buscar a excelência na assistência. “A troca de opiniões, complementação de informações e a aplicação de protocolos atualizados gera nítidos benefícios aos pacientes e aos usuários do nosso serviço”, conta Jessica.

Na prática

Todo o processo de laudos é realizado por meio de uma plataforma que transmite o ECG do paciente à Central de Telemedicina do HCor. Com os exames em tela, os cardiologistas do hospital em São Paulo emitem um parecer médico em até 10 minutos após o recebimento.

Nos casos de pacientes em que o exame apresenta suspeita de infarto agudo do miocárdio ou determinadas arritmias cardíacas, os especialistas do HCor entram em contato com a unidade de saúde para discutir o caso clínico e ofertar o apoio à conduta médica embasada na literatura para cada caso, diminuindo a chance de complicações cardiológicas e até reduzindo o tempo de internação.

Após 48 horas do evento de infarto ou arritmias, os profissionais da Telemedicina realizam o contato com as unidades a fim de saber os desfechos clínicos dos pacientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.