Em formato presencial, Medical Fair Brasil destaca cuidados com saúde da população 60+

Discutir como a geração silver, composta pela população com mais de 60 anos, pode chegar nessa idade avançada e usufruir de tudo que a medicina e as novas terapias podem oferecer é a proposta da Expo Silver Care, evento que integra a programação da Medical Fair Brasil (MFB) – Feira Internacional de Artigos e Equipamentos Médicos, Hospitalares, de Laboratório e Reabilitação, que acontece de 3 e 6 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo.

O conteúdo exclusivo para a população 60+ foi apresentado em maio de 2021, quando a MFB lançou a edição 100% virtual do evento, com uma série de lives que abordaram as questões que permeiam a transição da fase madura para o envelhecimento. Este ano, com a pandemia em regressão, a MFB irá acontecer em formato presencial e na sua grade de atrações realizará a segunda edição da Expo Silver Care, considerada uma oportunidade para familiares e cuidadores se inteirarem acerca de assuntos pertinentes para a melhor qualidade de vida dos indivíduos com mais de 60 anos de idade.

Segundo Malu Sevieri, diretora geral da MFB, a Expo Silver Care atende as demandas do novo cenário global, no qual a constatação mais latente é de que mundo está envelhecendo, uma vez que à medida que a taxa de natalidade diminui, a de longevidade aumenta. Até 2050 serão cerca de 2 milhões de pessoas com idade acima de 60 anos e 80% viverão em países em desenvolvimento. No Brasil, hoje, são mais de 34 milhões de idosos e com a queda das taxas de fecundidade e aumento das de longevidade, a expectativa de vida saltou de 43 anos, em 1945, para 76,7 anos, já considerando os dois anos perdidos por conta da Covid-19.

Malu comenta que um evento com foco na geração 60+, vem, portanto, para ajudar a entender e superar esses desafios, uma vez este aumento no número de idosos traz consigo problemas de saúde que testam tanto o sistema público quanto a saúde suplementar, principalmente devido à associação entre o envelhecimento populacional e o aumento da demanda por uma assistência especializada e de alto custo. Com o passar dos anos, maior é o risco de desenvolver doenças crônicas ou deficiências decorrentes da idade avançada. O idadismo, na ótica dos especialistas, é o preconceito mais universal que existe, pois independe de classe social, gênero, raça e orientação sexual.

Para mostrar as novidades, tendências e soluções para esta parcela da população no Brasil, Malu explica que proposta é dar continuidade ao que foi abordado ano passado, tratando o envelhecimento a partir do lado produtivo e em sintonia com a Organização Mundial da Saúde (OMS), para a qual envelhecimento saudável é “o processo de desenvolver e manter a capacidade funcional que possibilita o bem-estar na velhice”.

Com a atenção a esta prescrição da OMS, Malu informa que a programação da Expo Silver Care contará com palestras de especialistas renomados que vão tratar os temas: “Envelhecimento e demência. Todo idoso tem demência?”, “Demência e dependência. Todo idoso é dependente?”; “Envelhecimento e Saúde. Todo idoso é doente?”; “Envelhecimento e Trabalho. Todo idoso é improdutivo”; “Envelhecimento e Tecnologia. Velhice é incompatível com tecnologia?”; e “Envelhecimento e Cultura. Os 60 de hoje são os novos 40?”.

Desta forma, a diretora da MFB destaca que os conteúdos científicos e as dinâmicas integrativas desta edição visam trazer conhecimento e informação com foco na saúde física, cognitiva, emocional e mental da geração prateada, “O objetivo é transformar realidades e propiciar uma longevidade produtiva”, ressalta Malu.

Confira os horários das palestras da Expo Silver Care, bem como a programação completa da MFB, aqui.

O credenciamento para participar do evento é gratuito. Clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.