Em Uberlândia, Central de Apoio à Covid-19 oferece consultas gratuitas e monitoramento dos sintomas

Diante do cenário provocado pela segunda onda da Covid-19 em Uberlândia (MG), com aumento significativo dos casos e a lotação das unidades de saúde, boa parte das pessoas ao sentirem os primeiros sintomas da doença ficam sem saber a quem recorrer, e quando conseguem uma consulta, muitas vezes voltam para casa sem ter o acompanhamento necessário.

Para auxiliar quem está nesta situação e apoiar no atendimento à comunidade, a força-tarefa Juntos Por Uberlândia inicia, nesta quinta-feira (8), o projeto ‘Central de Apoio à Covid-19’, que disponibilizará toda uma estrutura para médicos e demais profissionais de saúde, incluindo voluntários, possam realizar consultas e acompanhamento gratuito aos pacientes. Quem está com os primeiros sintomas da Covid já pode entrar em contato pelo WhatsApp (34) 99833-9977 para passar por uma triagem e ser encaminhado para consultas presenciais ou online gratuitamente.

Para utilizar este serviço, que será oferecido apenas para pessoas que estão nos primeiros dias dos sintomas da Covid-19 e que podem ser acompanhadas via online, em casa, e sem necessidade de ir para uma unidade de saúde, deverá ser seguido as seguintes etapas:

– O passo inicial, diante dos primeiros sintomas, é fazer contato pelo WhatsApp (34) 99833-9977.

– Na sequência a pessoa responderá a uma série de perguntas, elaboradas por uma junta médica de voluntários, que doa o seu tempo ao Juntos por Uberlândia, possibilitando identificar automaticamente a fase indicada pelos sintomas.

– Em caso de necessidade, enfermeiros contratados ou voluntários, farão uma interação online com a pessoa para complementar informações e quando identificada gravidade do caso, haverá a orientação para que procure uma unidade de saúde, já que a Central de Apoio disponibilizará consultas apenas para quem está com primeiros sintomas, sem dispor de pronto atendimento ou demais procedimentos médicos.

– Os casos identificados com sintomas que caracterizam estar na fase inicial, serão encaminhados para uma consulta médica online ou presencial.

– Na consulta online, o médico irá interagir com o paciente, no formato de teleconsulta, levantando as informações e orientando sobre como a pessoa deve proceder, incluindo a emissão de receita médica, que é prerrogativa exclusiva do médico que está oferecendo o atendimento ao paciente.

– Quem for direcionado para o atendimento presencial deverá procurar a unidade física da ‘Central de Apoio à Covid-19’, na Fundação Maçônica, na Av. Aspirante Mega, 2640 – Bairro Dona Zulmira, exclusivamente mediante agendamento e encaminhamento pelo atendimento online. Esta unidade presencial não fará consultas ou atendimentos sem o agendamento online.

– Após a consulta, online ou presencial, com a receita médica em mãos, os pacientes deverão procurar a rede pública de farmácias do município para pegar medicamentos gratuitos, quando disponibilizados, ou a rede privada para aquisição.

– O grande diferencial da ‘Central de Apoio à Covid-19’, será o acompanhamento e monitoramento remoto diário do paciente, por meio de contatos telefônicos e WhatsApp, pelo período de 14 dias, como forma de verificar a evolução do quadro clínico. Em caso de identificação de agravamento, o paciente será orientado a procurar imediatamente por uma unidade de saúde, já que o Juntos por Uberlândia acompanhará apenas casos da primeira fase da doença.

– Para auxiliar neste acompanhamento remoto, o Juntos Por Uberlândia emprestará ao paciente o oxímetro, que é um aparelho que mede o nível de oxigênio no sangue. A força-tarefa adquiriu aproximadamente 300 unidades para iniciar esta ajuda. Nos próximos dias será iniciada uma campanha pedindo para quem tem o aparelho em casa faça a doação para empréstimo a quem precisa.

O integrante do Conselho Gestor do Juntos Por Uberlândia, Luciano Penha, destaca a importância desta nova ação. “Esta iniciativa surgiu da nossa preocupação com as pessoas que estão sem o acompanhamento da evolução da doença. Observamos que muitas pessoas têm medo de procurar por uma consulta, ou quando procuram, seguem a orientação de ficarem em casa de repouso e isoladas esperando melhorar ou, em caso de piora, voltar para a unidade de saúde. O que ocorre é que, sem acompanhamento, muitas vezes estes pacientes passam da fase inicial para a grave, sem ter tido a oportunidade do tratamento e com risco de chegarem às unidades de saúde já com a necessidade de internação ou intubação. Como as unidades de saúde seguem lotadas, os pacientes ficam sujeitos à filas de espera, e agravamento do quadro clínico. Nossa ideia é oferecer o atendimento por meio da consulta e o monitoramento remoto para reduzir os avanços da doença para os casos graves”, explicou.

Assista ao vídeo sobre a ‘Central de Apoio à Covid-19’, no canal do Juntos por Uberlândia no YouTube.

Confira outras ações do Juntos Por Uberlândia em 2021

Projeto Respira Uberlândia:

Novos leitos de UTIs: 22

  • 14 no hospital UMC
  • 4 no hospital Santa Marta
  • 4 no hospital Madrecor

Disponibilização de Equipamentos de Ventilação Não Invasiva – VNI: 20 equipamentos por 90 dias e Doação de 147 máscaras

  • 3 no Centro de Internação Municipal (Dr. Hansen)
  • 3 na UAI Morumbi
  • 3 na UAI Luizote
  • 4 na UAI Roosevelt
  • 3 hospital Santa Marta
  • 2 hospital Santa Genoveva
  • 2 hospital Madrecor
  • 15 monitores e seus respectivos acessórios, além de dois respiradores, para instalação no Hospital Municipal e Centro de Internação Missão Dr. Hansen, por meio do recurso de R$ 440.580,00 arrecadado pelo Sindicato Rural de Uberlândia com seus associados.
  • 300 oxímetros adquiridos para ajudar pacientes no monitoramento da oxigenação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.