HIMSS@Hospitalar Forum 2019 antecipa tendências em saúde digital

3002

Serão quatro dias de palestras e debates estruturados em cinco verticais de conteúdo: Hospital Innovation; Health Consumerization; Telehealth, EHR/Big Data, Digital Health e Health Analytics. Este é o HIMSS@Hospitalar – International Digital Healthcare Forum, uma parceria com a HIMSS (Healthcare Information and Management Systems Society), que acontecerá de 21 a 24 de maio, das 9h às 17h, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). Organizado pela Informa Markets, o congresso é o único evento nacional que representa o fórum global de tecnologia e inovações para a saúde da HIMSS e contará com a presença de speakers do Brasil, Canadá, Colômbia, Dinamarca, Espanha, EUA, França, Holanda, Israel, Noruega e Reino Unido.

Diante das mudanças em curso na regulação da consulta médica realizada à distância, e considerando-se a estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que 60% dos problemas relacionados ao primeiro atendimento poderiam ser encaminhados via on-line, há uma previsão de que até 2022 de 20% a 25% de todas as consultas médicas realizadas no Brasil sejam feitas de maneira remota. “Nos próximos cinco anos a área de telehealth deve movimentar entre US$ 7 e 8 bilhões de dólares somente no Brasil, sendo que a grande porta de entrada para transformações em larga escala será o modelo de consultas on-line”, explica Guilherme Hummel, coordenador cientifico  do HIMSS@Hospitalar e head mentor do eHealth Mentor Institute.Entre os 11 melhores Sistemas de Saúde  do mundo, 7 serão representados na  programação do congresso, com temas como “Telemedicina emergencial para Localidades Extremamente Remotas”, do Hospital Israelita Albert Einstein, ou “Teleconsulta e Telediagnose na Espanha – caso Costaise”.

No campo de EHR e Big Data será realizado o painel “Edison, Plataforma de Inteligência Artificial – Conectando milhões de imagens para a eficácia da decisão clínica”, em que será apresentada pela primeira vez no país a Plataforma Edison, lançada pela GE, na Alemanha, em agosto de 2018. O sistema faz a busca por dados de imagem dispersos em diferentes bases de dados, estabelecendo uma correlação entre esses registros, criando valor e conhecimento inéditos sobre o histórico de saúde do indivíduo.

Outra vertente de serviço amplamente impulsionado pelos avanços digitais é o de teletriagem, área fundamental para a melhoria dos serviços de orientação e atendimento hospitalar. Atualmente, apenas 15% dos 7 mil hospitais brasileiros adotam algum serviço gerenciado de triagem, o que eleva não apenas o tempo de atendimento, como os custos dos serviços, impactando toda a cadeia de saúde. “A teletriagem chega para solucionar um dos maiores gaps nos provedores de atendimento de saúde no Brasil, uma vez que possibilita uma melhor pré-avaliação dos sintomas e avaliação diagnóstica, como também no direcionamento do paciente dentro da cadeia de saúde, que pode ser feito de acordo com a proximidade geográfica entre paciente e o especialista”, afirma Guilherme Hummel.

O HIMSS conta com o patrocínio da InterSystems, Salesforce, Cisco, Pixeon, GE Healthcare, Abbott e Poloit.

Acesse a programação completa do HIMSS@Hospitalar: www.hospitalar.com/pt/foruns/himss-hospitalar

Faça o credenciamento direto pelo link: www.hospitalar.com/pt/visitar/credenciamento-visitantes

Deixe seu comentário