Hospitais, Laboratórios, Bancos de Sangue, Clínicas de Imagem e Clínicas Oncológicas suspendem atendimento aos beneficiários do IMAS

Diante do reiterado descumprimento das cláusulas contratuais que prejudicam o atendimento das condições mínimas para o exercício eficaz de suas atividades, as entidades representativas dos prestadores de serviços comunicam a suspensão total de atendimentos eletivos e novos atendimentos aos cerca de 80 mil usuários do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Municipais.

Somente os atendimentos de Urgência e Emergência serão mantidos.

A medida se faz necessária tendo em vista o reiterado descumprimento do cronograma de pagamentos estabelecido pelo presidente do instituto, Jeferson Leite da Silva, das faturas atrasadas até a competência Agosto/2021.

Apesar de os recursos já terem sido descontados dos contracheques dos servidores municipais, a retenção pelo IMAS e o não pagamento aos prestadores têm causado sérios prejuízos aos estabelecimentos, que não mais conseguem financiar gratuitamente suas atividades, com riscos de comprometimento do eficaz atendimento aos beneficiários, não restando outra alternativa senão a interrupção temporária.

A suspensão acontece após várias tentativas de negociação com a Diretoria do IMAS, Secretaria de Governo, Secretaria de Finanças e com o Prefeito de Goiânia, Rogério Cruz.

Os prestadores seguem abertos ao diálogo e na expectativa de que sejam normalizados os pagamentos, para que os prestadores possam recompor sua estrutura financeira, para que os atendimentos possam retornar à normalidade aos beneficiários do IMAS.

Assinam esta em conjunto,

•Fehoesg
•Sindilabs GO
•Sindimagem GO
•Sindhoesg
•Coopanest
•Aheg

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.