Hospital Mãe de Deus lança Emergência Cardioneurológica

Na saúde, tempo é vida. Agilidade no atendimento é parte fundamental da equação para salvar vidas e reduzir danos em situações como o início de um infarto ou a possibilidade de um acidente vascular cerebral (AVC). Atento à necessidade de ação imediata nesses casos e para encorajar a comunidade a procurar por ajuda o mais rápido possível, o Hospital Mãe de Deus, de Porto Alegre (RS), lançou, nesta terça-feira (15), a Emergência Cardioneurológica.

Em sua fala de abertura, irmã Lúcia Boniatti, diretora presidente da Associação Educadora São Carlos (Aesc), mantenedora do hospital, reforçou o lema estampado nas paredes do local: ‘Tempo é vida’.

“Essa inauguração mostra para cada um de nós o zelo que temos com as pessoas. Que elas saibam que temos à disposição um local com profissionais preparados para acolhê-las da melhor forma possível.”

O espaço é dedicado exclusivamente ao acolhimento de pacientes em risco cardíaco ou neurológico e tem como objetivo proporcionar segurança àqueles que receiam procurar por uma emergência em tempos de pandemia.

“Esse é um grande avanço, um upgrade em um atendimento que já é tradição no Mãe de Deus há pelo menos 18 anos: o acompanhamento de pacientes com sintomas cardiovasculares, infarto ou neurológicos”, ressalta o diretor médico da instituição, médico intensivista e cardiologista Euler Manenti.

Para o diretor-geral do Hospital Mãe de Deus, Rafael Cremonese, a abertura do espaço contará com a ajuda da própria comunidade atendida pela instituição. “Queremos ressaltar para as pessoas que tempo é crucial no atendimento desses casos. Que o atendimento no menor tempo possível salva vidas, diminui danos. Por isso, ao menor sinal, elas devem procurar ajuda médica. E agora, no Mãe de Deus, elas terão um espaço exclusivo para se direcionar.”

Mas não é apenas a insegurança em procurar os hospitais que preocupa os médicos, explica a coordenadora de pacientes ambulatoriais do hospital, a enfermeira Pâmela Silveira. “A relevância da Emergência Cardioneurológica reside em garantir a ausência de gravidade em pacientes com uma dor no peito, por exemplo, ou que ela não se torne mais preocupante. E isso depende de ele saber a quem procurar nesses casos. Criamos um novo fluxo de emergência para um direcionamento mais rápido desses sintomas que requerem agilidade.”

Além de assistência rápida 24 horas, uma equipe de profissionais capacitados tem disponível tecnologia de ponta para as ações mais urgentes, como exames de ambulatório altamente sensíveis para diagnóstico de infarto, por exemplo. Caso o teste aponte o problema, a pessoa tem à disposição serviço de cateterismo 24 horas por dia, sete dias por semana.

“Emergências cardiológicas e cardioneurovasculares não têm hora para acontecer e, quando acontecem, não podem esperar. Quanto mais precoce o infarto for atendido da forma correta, menos risco a pessoa tem de que se torne algo mais grave. Por isso é tão importante que as pessoas saibam que poderão contar com esse serviço de resolução ágil e exclusivo”, ressalta o coordenador da Cardiologia do Hospital Mãe de Deus, cardiologista Daniel Souto Silveira.

Para o menor sinal de alerta de AVC, o tempo de ação também é imprescindível. A cada minuto, um paciente do quadro que não é tratado perde 4 milhões de neurônios. A Emergência Cardioneurológica também estará pronta para casos de AVC hemorrágico ou isquêmico.

“Será uma porta de entrada em que o paciente com sintomas típicos não precisará passar por triagem clínica. Com isso, ganha-se muito em velocidade de atendimento, seja qual for o tipo do AVC”, diz o coordenador da Neurologia da instituição, neurologista Luiz Felipe Alencastro.

Aqueles que chegarem ao Hospital Mãe de Deus com tontura atípica, dor de cabeça abrupta e fora do padrão, perda de forças, dificuldade de fala, redução do nível de consciência, restrição na movimentação de um dos braços serão diretamente atendidos por um neurologista.

“Esse paciente tem prioridade na realização de exames, como uma tomografia imediata”, completa Alencastro.

O modelo de atendimento da nova Emergência Cardioneurológica é inspirado no implementado no Hospital Mount Sinai, de Nova York, uma das instituições de saúde que é referência mundial em diversas especialidades.

Sinais de alerta

O atendimento na Emergência Cardioneurológica deve ser imediatamente procurado quando o paciente apresentar algum desses sintomas:

  • Palpitação (sentir o coração descompassado)
  • Crise hipertensiva
  • Dor no peito
  • Tontura atípica
  • Dor de cabeça abrupta e fora do padrão
  • Perda de forças
  • Dificuldade de fala
  • Redução do nível de consciência
  • Dificuldade de movimentação de um dos braços

Emergência Cardioneurológica do Hospital Mãe de Deus

  • Início do atendimento em 15 de junho
  • Recebe pacientes 24 horas, sete dias por semana, para atendimento por cardiologistas e neurologistas, sem necessidade de triagem clínica para os casos que apresentarem sintomas compatíveis
  • Atendimento para pacientes de convênios ligados ao Mãe de Deus ou particulares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.