Hospital Márcio Cunha chega aos 57 anos como referência em Minas Gerais

Hospital Márcio Cunha celebra 57 anos de existência

No mês de maio, o Hospital Márcio Cunha (HMC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier, entidade beneficente de assistência social, completa 57 anos. Com uma trajetória de sucesso, o HMC é referência em atendimento de excelência para 35 municípios do leste de Minas Gerais, que somam cerca de 840 mil habitantes. Sua experiência e know-how tornam a instituição uma das principais referências no estado e no país.

“Nossa missão e desafio têm sido a promoção do atendimento humanizado e com qualidade, seja paciente do SUS, convênio ou particular. É com muita satisfação que comemoramos mais um aniversário desta instituição, um ícone em nosso país”, celebra o diretor-presidente da Fundação São Francisco Xavier Salvador Prado Júnior.

A atuação social do HMC é fundamental junto aos pacientes do Sistema Único de Saúde. Atendimentos de pequena, média e alta complexidade, desde uma simples consulta, cirurgia oncológica, tratamento de hemodiálise ou transplante de rim podem ser realizados de forma gratuita.

Atualmente, mais de 70% dos atendimentos da instituição são destinados ao SUS, sendo o 4º hospital em número de partos e o 5º em internações em Minas Gerais, ambos pelo Sistema Único de Saúde.

Reconhecimento

O Hospital Márcio Cunha foi o primeiro hospital brasileiro a receber o certificado de Acreditação em Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). A Acreditação é um método de avaliação e certificação que busca, por meio de padrões e requisitos previamente definidos, promover a qualidade e a segurança da assistência no setor da saúde. Para ser acreditada, a organização precisa, comprovadamente, atender aos padrões definidos pela ONA, que são reconhecidos internacionalmente.

O Hospital Márcio Cunha também recebeu o “Prêmio Excelência da Saúde”, concedido pela Revista Healthcare Management, em 2020. A certificação destacou hospitais, operadoras de saúde e grupos empresariais que tiveram atuação relevante. O HMC foi destaque entre as instituições de saúde que alcançaram alta performance em sua gestão e se sobressaíram em tecnologia.

Em 2017, tornou-se o primeiro hospital do país com a Certificação Internacional da Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS), estágio 7, sendo também o único na categoria filantrópica de alta complexidade. Essa certificação indica o nível de maturidade na adoção do prontuário eletrônico, usando a Tecnologia da Informação para ganhar eficiência operacional, melhor qualidade assistencial e mais segurança do paciente. Essa certificação é uma das mais difíceis de serem obtidas e possui oito níveis, em uma escala de 0 a 7. Para chegar ao nível máximo (7), o hospital deve ser totalmente digital. Em 2021, o HMC foi contemplado com a recertificação HIMSS 7.

Importância na ciência

Além de referência em várias áreas da saúde, o Hospital Márcio Cunha se destaca em seu trabalho de apoio à ciência. Criado em 2017, o Centro de Pesquisas da instituição desenvolve protocolos em cirurgias, radioterapias e novos medicamentos na área oncológica e outras especialidades médicas.

Em março deste ano, a publicação norte-americana New England Journal, uma das mais conceituadas revistas médicas, divulgou um estudo sobre uma nova proposta de quimioterapia para câncer de esôfago. O Centro de Ipatinga participa da pesquisa juntamente com outros importantes centros do mundo.

“Nossa trajetória é de muito trabalho e, consequentemente, conquistas relevantes. Todo reconhecimento é resultado dos esforços, de ações e de melhores práticas voltadas para a entrega de valor aos nossos clientes. Nosso principal objetivo é oferecer para a comunidade um serviço de assistência à saúde digno e de excelência”, reforça Salvador Prado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.