Hospital Moinhos de Vento é o primeiro do Sul do país a apoiar a campanha “Diga Não à Desnutrição”

O Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), é o único da região Sul a participar da Campanha “Diga Não à Desnutrição”. Para marcar o apoio à iniciativa liderada pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (BRASPEN), uma palestra será realizada na instituição no dia 26 de julho. Atualmente, 17 hospitais (São Paulo, Goiás e Brasília) apoiam a ação, que visa evidenciar a prevalência e os problemas causados pela desnutrição hospitalar.

No Brasil, a doença é prevalente e atinge cerca de 60% dos adultos. Tal condição costuma piorar progressivamente, especialmente em idosos e pacientes críticos. Entre as complicações, estão a pior resposta imunológica, atraso no processo de cicatrização, risco elevado de complicações cirúrgicas e infecciosas. Também podem gerar o aumento da probabilidade de desenvolvimento de lesões por pressão, no tempo de internação e risco de mortalidade.

“É imprescindível que seja realizado um trabalho de conscientização sobre a importância de se reduzir essas taxas através de triagem, diagnóstico, manejo e correto tratamento. Assim, é possível estabelecer conduta nutricional mais apropriada e melhora do desfecho nestes pacientes”, ressalta a superintendente Assistencial, Vânia Röhsig.

No Hospital Moinhos de Vento, o processo de avaliação nutricional é feito logo após a internação. Aqueles classificados com risco nutricional, baseados no índice de massa corporal (IMC), perda de peso não intencional e as características de cada patologia, em média 33% dos pacientes, passam imediatamente pela Avaliação Subjetiva Global (ASG) e recebem acompanhamento. A partir daí, é traçada uma terapia nutricional específica de acordo com a necessidade de cada paciente.

“O percentual de pacientes que mantêm ou melhoram o estado nutricional durante a internação no Moinhos de Vento é de 88,4%. Além de todos os cuidados relacionados a triagem, diagnóstico e tratamento desta doença, estamos sempre atentos e preocupados em reduzir o tempo de jejum dos nossos pacientes, em função do impacto no estado nutricional, tempo de internação e desfecho clínico”, ressalta a especialista em Nutrição Clínica e coordenadora do evento, Paula Elisa de Oliveira.

A palestra contará, também, com a participação do presidente da BRASPEN, Diogo Toledo. O especialista é coordenador clínico de Terapia Nutricional no Hospital São Luiz (SP), membro da equipe de terapia nutricional do Hospital Israelita Albert Einstein, coordenador de curso da Associação de Medicina Intensiva Brasileira e consultor em nutrologia do Hospital de Câncer de Barretos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.