Hospital Placi é finalista de Prêmio Internacional sobre Investimento Sustentável

O Placi Cuidados Extensivos – hospital de transição pioneiro no país voltado para programas de reabilitação, readequação de cuidados e cuidados paliativos – é finalista do segmento de saúde do Prêmio Internacional Sustainable Investment in Action (SIA). A premiação tem como objetivo principal destacar empresas com projetos sustentáveis e de impacto para a sociedade. Foi exatamente por esse motivo que a gestora americana Blue Like an Orange Suistanable Capital investiu R$ 30 milhões no Placi em 2020, por considerá-lo um hospital diferenciado, com alto potencial de crescimento, que preenche uma lacuna no sistema de saúde e contribui para tonar o tratamento mais humano e inclusivo, com socialização e terapias.   

Com o modelo de Hospital de Transição, o Placi atende pacientes que já saíram do estado agudo e estavam em hospitais tradicionais, mas que ainda precisam de cuidado multidisciplinar antes da volta para a casa. Na época, o fundo Blue Like an Orange comunicou que o Placi traz uma abordagem transformadora ao sistema de cuidados em saúde do Brasil. A rede oferece alternativa de cuidados sob medida, mais humano e acessível, para o bem-estar dos pacientes e suas famílias. O hospital de transição também possibilita a liberação de leitos nos hospitais de alta complexidade, tornando os tratamentos muito mais acessíveis e, portanto, inclusivos.

“A expectativa é que o Placi cresça cada vez mais a partir do conhecimento desse modelo de trabalho que faz todo sentido para a sociedade. Com a Covid, a demanda por cuidados estruturados voltados para a recuperação foi muito intensa. Esse é um dos focos do Placi, que tem equipes multidisciplinares e trata aquele paciente que não está mais com uma doença aguda, mas que ainda precisa de cuidados especializados para melhorar sua qualidade de vida e poder retornar para a casa. Para isso, estamos trabalhando com um time excelente na arte de cuidar, oferecendo atendimento diferenciado”, diz Carlos Alberto Chiesa, Diretor Presidente do Hospital Placi.

A equipe multidisciplinar do Placi é formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, psicólogos, capelão, assistentes sociais e musicoterapeutas. Cada um dos colaboradores possui um papel fundamental no sucesso da recuperação dos pacientes.

A infraestrutura das unidades é outro destaque da rede. Os hospitais oferecem salas de fisioterapia estruturada, espaços de convivência e solários ao ar livre para socialização com famílias, atividades terapêuticas em grupo — como a cinoterapia e arteterapia — e festas. “Acreditamos que esses momentos auxiliam o processo de recuperação dos nossos pacientes. Tentamos promover ao máximo essas iniciativas, proporcionando sensação de cuidado, acolhimento e humanização”, afirma Carlos Aberto Chiesa.

O setor de hospitais de transição ainda possui grande espaço para ampliação e consolidação no Brasil. O Placi está prestes a inaugurar sua terceira unidade no Rio de Janeiro e, até o início do próximo ano, chega a Brasília.

“Estar entre os pioneiros neste modelo no país nos enche de orgulho. Com o investimento da Blue Like an Orange, associado aos recursos do caixa e ao investimento da gestora FinHealth, estamos construindo uma Rede Nacional de Referência em Cuidados de Transição. Por fim, desejo que nosso modelo de atuação com investidores sirva de exemplo para outras iniciativas e investidores”, conclui o Diretor Presidente do Hospital Placi.   

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns por fazer valer mais do que uma filosofia – e concretizar uma ação Tornar possível uma medicina grandiosa centrada no cuidado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.