Hospital Regional do Baixo Amazonas realiza ensaio fotográfico com bebês da UTI Neonatal

24
Eloá Vitória, paciente em tratamento na UTI Neonatal do HRBA, em Santarém. Foto: Karlinho Siqueira – Comunicação Pró-Saúde

Em alusão ao Novembro Roxo, mês em que são realizadas ações de prevenção e reflexão sobre a prematuridade, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), transformou a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI Neonatal) em estúdio, e os bebês e suas mamães em modelos.

O objetivo da ação é chamar atenção para a humanização na assistência médica na prematuridade, bem como, informar sobre a importância da prevenção, durante o pré-natal.

São considerados prematuros, os bebês que nascem com uma idade gestacional inferior a 37 semanas. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, 11,7% do total de nascimentos são prematuros.

“O que causa a prematuridade são as comorbidades que a idade gestacional traz. Em geral são bebês de baixo peso, que necessitam de Terapia Intensiva, apresentam desconforto respiratório, são suscetíveis a ter infecções e possuem dificuldade de se alimentar logo nos primeiros dias, então precisam de nutrição parenteral”, explica a médica pediatra neonatologista do HRBA, Valdenira Cunha.

Durante os registros fotográficos, a equipe multiprofissional do hospital, que é gerenciado pela Pró-Saúde, deu apoio à ação, seguindo todos os protocolos de segurança.

Foi priorizado o posicionamento dos bebês utilizando o método Canguru – posição que consiste em manter o recém-nascido de baixo peso em contato pele a pele, na posição vertical, junto ao peito dos pais.

Os cliques buscaram retratar a importância desse contato, que é essencial para o fortalecimento do vínculo afetivo entre mãe e bebê. “Mesmo durante o período de pandemia, temos mantido a presença das mães e dos pais, que auxiliam na recuperação do bebê”, destaca a médica neonatologista.

Fernanda Silveira, mãe da pequena Maria Francisca, que nasceu com 32 semanas e pesando 1.835 Kg, acompanha o tratamento da pequena e participou da ação.

“É fundamental que as mamães façam acompanhamento no pré-natal para prevenir a prematuridade. Minha bebê entrou aqui entubada e, graças a Deus e aos profissionais do hospital, se recuperou bem rápido”, conta Fernanda. A bebê recebeu alta no dia do ensaio fotográfico e foi recebida com muita emoção pelos pais.

O HRBA é reconhecido como um dos dez melhores hospitais públicos do Brasil. É um dos primeiros hospitais públicos do Norte a conquistar a certificação ONA 3 – Acreditado com Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). A unidade pertence ao governo do Estado do Pará e presta atendimento 100% gratuito via Sistema Único de Saúde (SUS).

“Nosso hospital é referência para todo o Pará quando o assunto é prematuridade. Entendemos que o cuidado e a presença das famílias são essenciais para que o bebê fique saudável. Diariamente buscamos fortalecer ainda mais a humanização e a qualidade na assistência prestada no HRBA, itens primordiais na gestão da Pró-Saúde”, ressalta o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi.

As fotos ficarão em exposição no corredor da unidade e também serão entregues aos pais, em arquivo digital e em um porta-retrato, confeccionado com materiais sustentáveis, reaproveitados do próprio hospital, por meio do Projeto Caracol – Giro Ambiental Hospitalar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.