Hospital investe cerca de 2,5 milhões em automação predial

29

Nos últimos dois anos, o Hospital São Lucas Copacabana, do Rio de Janeiro (RJ), está investindo em projetos de automação e inteligência na gestão da infraestrutura visando aumentar a segurança dos seus pacientes e colaboradores. Os projetos são na área de eficiência energética, hídrica e operacional e o aporte financeiro foi em torno de R$ 2,5 milhões.

Segundo Yuri Xavier Gianerini, Coordenador de Engenharia Predial do São Lucas, os projetos contribuem para que o hospital tenha tecnologia de ponta em engenharia predial e seja um dos mais modernos no país, com o uso de inteligência preditiva através da Plataforma OXYN G5 e de soluções em automação.

Através do Centro de Operações local, a equipe do hospital em parceria com a Microblau, controla, monitora e toma decisões preditivas para: sistemas ar-condicionado: centrais de água gelada, centros cirúrgicos, além de outras áreas críticas e assistenciais. No sistema elétrico possibilita o gerenciamento de consumo e qualidade da energia, monitoramento dos grupos de geradores e nobreaks, entre outras ações. Já no sistema hídrico, a tecnologia supervisiona o consumo e armazenamento de água, além de gerenciar a parte de gases medicinais.

Para gerenciamento de custos, a tecnologia irá monitorar o consumo de energia elétrica e água dos setores, gerando conta de consumo para cada setor, sempre orientado para ações de eficiência.

“Todo sistema de inteligência predial nos permite aumentar a segurança dos pacientes e profissionais de saúde de forma alinhada às normas vigentes, tendo um olhar preditivo para antecipação de possíveis falhas em tempo real para que a tomada de decisão seja mais assertiva e com menor impacto e custo”, explicou o engenheiro.

Nos Centros Cirúrgicos a equipe adotou a solução EXXA-SC, que controla e monitora parâmetros de temperatura, CO2, umidade e pressão diferencial de sala, garantido atendimento a norma NBR 7256. Todo o sistema implantado possui algoritmos avançados com funcionalidades dinâmicas para economia de energia e com grande contribuição para melhorar toda a eficiência operacional da infraestrutura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

3 × um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.