Hospital São Lucas inicia obras para construção de torre com 60 leitos

Depois de montar o canteiro de obras, no antigo estacionamento, começaram a ser demolidos o Deposito de Manutenção, a sala para guarda de equipamentos, a área do Laboratório, a Rouparia, a área do Descarte de Lixo e parte da UCO. É o início das obras para a edificação de uma nova torre, com sete andares e 60 leitos hospitalares, sendo 30 de apartamentos e 30 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), além de serviços de apoio. A obra que terá 3.890 m² de construção, tem previsão de ser concluída em 12 meses. O investimento nesse complexo é de R$ 60 milhões em estrutura física e em equipamentos.

Sob responsabilidade da Sálix Engenharia, especialista em Construção Hospitalar, Reformas e Ampliações de Ambientes de Saúde, a execução do novo prédio será feita em apenas uma fase. Para facilitar a manutenção da torre serão instalados novos Sistema de Ar Condicionado, tipo de piso, forros removíveis nos corredores e shafts com portas. Os quartos terão isolamento acústico e maior incidência de iluminação natural.

Além de atender os quesitos hidrossanitários, tratamento de gases medicinais, rede lógica e telefônica e sistema preventivo de incêndio, o projeto tem um diferencial será o Sistema de Ar Condicionado VRF. O sistema VRF é uma tecnologia que funciona com a unidade externa conectada a inúmeros aparelhos internos, que atuam individualmente em cada ambiente, proporcionando mais segurança e controle.

Incluindo a administração da obra, durante a construção 120 pessoas irão trabalhar no empreendimento. Para dar uma dimensão do material a ser utilizado, serão 500 m³ de concreto, 400 toneladas de ferro e aço (fundação, lajes e estrutura), aproximadamente 9 Km de tubulação (água, luz, gases medicinais, ar condicionado, etc.) 516 toneladas de cimento e 640 m³ de areia.

Atualmente, o São Lucas tem 8.592 m² de área construída e conta com 94 leitos, sendo 24 de UTI. O Centro Cirúrgico com 7 salas cirúrgicas todas muito bem equipadas (sendo uma exclusiva para cirurgias robóticas), tem capacidade para 1.000 procedimentos cirúrgicos por mês de média e alta Complexidades. Com os novos leitos serão contratados aproximadamente 200 colaboradores, entre o setor administrativo e profissionais de saúde.

O prédio original será inteiramente reformado e modernizado. Haverá, ainda, a inauguração da nova Central de Material e Esterilização – que prestará serviços para clínicas e outros hospitais –, e a implantação do Centro de Neurologia, do Centro de Cardiologia e do Câncer Center estão em fase final de estudos. “O nosso objetivo é continuar ampliando o potencial do Grupo São Lucas que, sempre alinhado com as principais técnicas e tecnologias em saúde do mundo e com um corpo clínico qualificado, consegue manter a excelência no atendimento prestado aos pacientes nas mais diversas especialidades”, afirma o presidente do Grupo, Dr. Pedro Palocci.

De fato, desde a sua inauguração, em 1969, o hospital se destaca pelo pioneirismo. Diversas inovações foram adotadas no decorrer dos anos, consolidando a instituição como referência em Medicina de alto padrão. A parceria com a holding Hospital Care, oficializada em 2017, intensificou esse processo, possibilitando, a execução do plano de expansão e modernização do Hospital São Lucas e das outras unidades do Grupo São Lucas que é formado pelo Hospital São Lucas, pelo São Lucas Hospital Ribeirania, pelo Hospital Especializado e pela MED Medicina Diagnóstica e o Centro Médico de Especialidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.