Hospital São Luiz Unidade Jabaquara registra a marca de mil pacientes curados de Covid-19

39

Na contramão do cenário de óbitos e aumento de casos de Covid-19 na capital paulista, o Hospital São Luiz, Unidade Jabaquara, localizado na Zona Sul de São Paulo (SP), se destaca pelos números positivos. A unidade atingiu, nesta segunda-feira (27), a marca de mil pacientes curados do novo Coronavírus. Esse é um marco para a instituição que reestruturou protocolos de segurança e criou iniciativas humanizadas que auxiliam no tratamento dos pacientes, se tornando referência no combate ao novo Coronavírus.

“Esse é um motivo de muita comemoração para todos do hospital. Cada recuperação é bem mais que uma alta que emitimos, é o resgate de uma história, um reencontro de familiares, uma história que não chega ao fim e isso nos dá mais força para passar por cada etapa da doença e continuar nadando contra a corrente e seguir com esperança”, conta Mario Lúcio, diretor médico do Hospital São Luiz Unidade Jabaquara.

Segundo o diretor, essa conquista é um reflexo do envolvimento de toda equipe multidisciplinar que está na linha de frente de uma doença desafiadora. Além disso, a reestruturação de protocolos de segurança e a implementação de iniciativas humanizadas também agregaram na melhora do quadro clínico dos pacientes. O Hospital São Luiz Jabaquara seguiu, desde o início da pandemia, o protocolo rígido da Rede D’Or São Luiz que estabelece fluxos exclusivos e profissionais preparados para receberem pacientes com sintomas de síndromes gripais, para garantir a segurança de todos os pacientes e colaboradores.

A unidade se empenhou em comemorar cada alta concedida e através de uma ação humanizada chamada “O que importa para você: Juntos contra o Covid-19”, lançou um olhar humanizado para cada paciente que voltava para casa. Como foi o caso da Cássia Almeida, enfermeira da UTI, que se transformou de cuidadora para a pessoa a ser cuidada. Depois de dias internada, venceu o Covid e foi pra casa depois de um dia de cuidados especiais de manicure e cabeleireira e de homenagens da equipe e colegas.

“Além das altas, também tivemos a preocupação de olhar atentamente para os pacientes que permaneciam na UTI de Covid e seus familiares, e implementou um boletim virtual que permite a família acompanhar o estado de saúde do paciente mesmo de longe e a visita virtual, que possibilita reencontros emocionantes de pessoas que não se veem, muitas vezes, há meses. Dentre todos que passam pela UTI, pelo menos 40% utilizam o boletim e visitas virtuais do Hospital. Essas iniciativas foram primordiais para amenizar os sentimentos que o isolamento social acarreta e dar ainda mais força para os pacientes seguirem com o tratamento com a certeza que havia pessoas que os esperavam”, afirmou Mario Lucio.

Com uma média de permanência de 8 dias de internação, atualmente o hospital tem 50 pacientes com Covid-19, sendo 25 na UTI e outros 25 na Unidade Intensiva. A expectativa é que em breve, pelo menos 50% esteja em condições de alta para continuar o tratamentos e cuidados em casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

quatro + 6 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.