Instituto Orizonti inaugura com grandes tecnologias e soluções sustentáveis

Com robusta infraestrutura hospitalar, o Orizonti Instituto Oncomed de Saúde e Longevidade, que começa a funcionar no próximo dia 18 de outubro, traz para a Belo Horizonte (MG) um novo modelo de cuidado à saúde da população. A integração dos tratamentos em diferentes áreas engloba os conceitos de  longevidade, tecnologia aliada à humanização e inovação na forma de se pensar os desafios da  saúde e qualidade de vida dos pacientes. Com capacidade anual de 27 mil internações, 35 mil cirurgias, 22 mil atendimentos no PA e 185 mil exames, o centro de saúde recebeu investimentos de R$ 350 milhões e foi planejado dentro dos pilares de desenvolvimento sustentável, com arquitetura que resulta num menor consumo de energia e uso mais racional dos recursos naturais.

Nesta primeira fase da inauguração, 152 leitos, sendo 20 de UTI, ambulatórios, quimioterapia, radioterapia, bloco cirúrgico, sala de hemodinâmica, sala de robótica, unidade diagnóstica, estão disponíveis para atender pacientes eletivos. Seu modelo de negócio convida as pessoas a pensarem a saúde valorizando a promoção e prevenção, tratamento e reabilitação. O espaço conta com consultórios médicos, salas de cirurgia híbrida e robótica, para procedimentos menos  invasivos que auxiliam na melhor recuperação e menor tempo de internação. Serviços de radioterapia com a mais avançada tecnologia, centro de diagnóstico por imagem, medicina nuclear e hemodinâmica com equipamentos mais modernos do mundo.

Um total de 57 especialidades e linhas de cuidados especiais para doenças crônicas com  acompanhamento constante e individualizado completam o modelo de assistência disponível para pacientes particulares e de convênios médicos. Seus idealizadores, os oncologistas mineiros Amândio Soares e Roberto Porto Fonseca – proprietários da Oncomed, que é, há 26 anos,  referência no tratamento oncológico no Estado, se inspiraram em conceitos internacionais  inéditos de prevenção, acolhimento e tratamento integral de saúde. “É uma inovação que vai  muito além do tratamento de doenças para promover a saúde de uma maneira mais abrangente,  integral e completa”, explicou Amândio Soares. “Mais do que tratar doenças, queremos promover cuidado com a saúde. Com base em inúmeros estudos médicos e pesquisas científicas que fizemos, acreditamos que esse é o melhor caminho para a longevidade”, completou Roberto Porto Fonseca.

A logística hospitalar também é um diferencial do instituto, que apresenta uma estrutura bem  planejada. A forma de construção e disposição dos espaços foi desenvolvida para o paciente circular o menos possível dentro do hospital. A jornada de cuidado coloca o paciente no centro  da atenção do médico, da operadora de saúde, dos fornecedores e colaboradores do Instituto. Segundo o oncologista Amândio Soares, o atual modelo de assistência fragmenta a trajetória do paciente gerando desfechos clínicos demorados, ineficientes e com maior custo. “Em nossas pesquisas, detectamos que uma paciente com suspeita de câncer de mama demora cerca de 84 dias para iniciar um tratamento oncológico, por exemplo, por causa das quebras entre os processos.

Outra inovação é na forma de acolhimento ao paciente. Trazendo o knowhow do atendimento  humanizado da Oncomed, o Orizonti terá profissionais especializados como Concierge (dedicado  à área assistencial, para apoiar agendamentos de exames e consultas), navegador (apoiará o paciente durante seu plano de cuidado integral e multidisciplinar), mensageiro (responsável pelos  deslocamentos e percurso dentro do hospital), capitão porteiro (exclusivos para acompanhar pessoas com pouca mobilidade).

A arquitetura hospitalar foi planejada e utilizada para oferecer conforto e segurança aos pacientes. A tecnologia foi trazida para fazer a diferença na assistência à saúde, seja ancorada em aparelhos para uma medicina intervencionista minimamente invasiva ou em equipamentos modernos e mais precisos. O modelo assistencial garante agilidade no início do tratamento e acompanhamento multidisciplinar e integral.

Estrutura

∙ Pronto atendimento 24h de urgência e emergência

∙ 252 leitos, sendo 60 de UTI

∙ Centro cirúrgico completo: 15 salas de baixa, média e alta complexidade, 1 sala híbrida, 1 sala robótica, 2 salas de hemodinâmica.

∙ Centro de Medicina Nuclear

∙ Radioterapia: aceleradores lineares e sistema de braquiterapia automatizados

∙ Centro de Diagnóstico por imagem: ressonância magnética, tomografias  computadorizadas, aparelhos de raios X, ultrassom, ecocardiograma, spect.

∙ Centro de Transplante de Medula Óssea (TMO)

∙ 12 leitos VIP com antessala

∙ 16 leitos de Hospital Dia

∙ 7 salas de conforto família

∙ 1 sala de conforto médico

∙ 1 sala de conforto cirúrgico

∙ Capela

∙ Galeria de fotos da Serra do Curral

∙ Restaurantes

∙ Lojas de conveniência

∙ Mirante

Sustentabilidade

O Orizonti é um empreendimento verde que nasceu de um projeto sustentável macro e segue  toda a legislação ambiental recomendada pelos órgãos oficiais. O edifício bioclimático possui  jardins internos e um dos maiores telhados verdes da América Latina. Seu terraço de 7 mil metros  quadrados foi coberto por vegetação nativa que, além de ajudar na recomposição da paisagem  da montanha da Serra do Curral, reduzirão o calor interno e o consequente gasto com ar condicionado. Profissionais do Orizonti integram, desde 2018, a Brigada de Incêndio dos Parques  da região, e recebem, anualmente, formação para atuar de forma efetiva no controle e prevenção  de incêndios da mata da Serra do Curral.

Arquitetura Integrada

Cercado pelas montanhas da Serra do Curral, o edifício, integrado ao meio ambiente, tem vista panorâmica de Belo Horizonte. Sua fachada espelhada permite a continuidade visual entre o  prédio e a cidade. Os vidros contribuem com a ambientação interna, aumentando a incidência de iluminação natural e ventilação, resultando em menor consumo de energia e uso mais racional  dos recursos naturais. Além disso, a maior parte do terreno é permeável para evitar acúmulo de água, funcionando como área de retenção, evitando alagamentos e erosões.

Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação

Para estimular, gerar e disseminar conhecimento por meio da investigação científica, haverá formação e capacitação profissional, para o público interno e externo. A parceria com a FELUMA  na cirurgia robótica, por exemplo, prevê cursos e treinamentos práticos para que profissionais de  qualquer parte do Brasil possam se especializar. Estão previstos ainda, programas de residência médica, pesquisas científicas e discussão de casos clínicos.

2 COMENTÁRIOS

  1. Procurei atendimento na urgência, para minha esposa, na qual foi dado um diagnóstico errado pelo médico João. Minha esposa piorou seu quadro em casa e voltamos para o PA do Instituto Orizonte. Agora, ela está internada e está sendo muito mal atendida. Médicos despreparados e sem competência nenhuma para atender um ser humano. Principalmente o médico responsável pelo caso dela, Gustavo, já pedi para mudar de equipe médica e até agora o Orizonte se manteve inerte. Ela desmaiou no corredor e médico algum siquer deu o trabalho de ir ver o que aconteceu, mesmo com a enfermeira chamando. Equipe de enfermagem é excelente. Outro médico totalmente despreparado tentou dar alta para ela, sem nem saber o qual era o nome e seus sintomas e mesmo queixando dor no peito, insistiu na dar alta, recusamos e exclamou com ar de deboche ” se você quer ficar internada que fique” na mesma noite o quadro dela piorou e novamente médico algum aparecia tive que sair do meu direito e começar a gritar a presença de algum médico.
    Vergonhoso a equipe médica deste hospital.
    Lamentável investirem tanto em infra estrutura e economizarem na contratação de médicos competentes e comprometidos com a profissão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.