Médico relata significativo número de casos de câncer de pele em estado avançado

Médico Walter Matsumoto realiza cirurgia de tratamento para câncer de pele e reconstrução em paciente da terceira idade

A pandemia de Covid-19 fez com que as consultas de rotina e acompanhamento fossem adiadas por muitos pacientes em diversas especialidades médicas. O alerta agora é do Dr. Walter Matsumoto, médico cirurgião plástico, que relata um significativo aumento no número de casos de pacientes com diagnóstico de câncer de pele, já em estado avançado, buscando tratamento em seus consultórios.

De acordo com o Dr. Walter Matsumoto, o fator mais importante para o tratamento do câncer de pele é o diagnóstico precoce. “Quando identificado em estágios iniciais, o tratamento cirúrgico é simples e rápido. Já os casos mais avançados podem exigir técnicas mais complexas de reconstrução”, explica o médico.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), mais de 17 mil casos de câncer de pele deixaram de ser diagnosticados no auge da pandemia de Covid-19. Números oficiais analisados pela SBD mostram que a situação afetou, sobretudo, a população que tem mais de 60 anos. O total de internações em decorrência da doença também caiu 26%, segundo informações do Sistema Único de Saúde (SUS).*

Referência:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.