Aplicativo brasileiro que oferece atividades para habilitação cognitiva de pacientes autistas é usado em 149 países

Dia 2 de abril é comemorado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Segundo dados do CDC (Center of Deseases Control and Prevention), é estimado que exista atualmente um caso de autismo a cada 110 pessoas no mundo. Dessa forma, o Brasil, com um pouco mais de 200 milhões de habitantes, tem cerca de 2 milhões de autistas.

O Jade Autism, um aplicativo de jogos de estímulo cognitivo para pacientes autistas, foi criado para atender a todas essas pessoas ao redor do mundo. Ele oferece mais de 1.500 níveis diferentes de jogos nos quais as crianças participam por si só. Além de estimular funções importantes para seu desenvolvimento, ele também coleta dados comportamentais que se tornam relatórios de prognóstico e de desempenho, que podem ser analisados pelos professores e terapeutas.

O app foi desenvolvido como um Trabalho de Conclusão de Curso de graduação e foi vencedor do prêmio Campus Mobile da Universidade de São Paulo (USP), que reconhece talentos desenvolvedores de aplicativos para dispositivos móveis. “Depois dessa premiação, as coisas aconteceram muito rápido. Nosso primeiro investimento foi resultado disso, ainda em 2018. No segundo semestre daquele ano, entramos para a aceleração do InovAtiva Brasil e mergulhamos nas mentorias e oportunidades do programa”, diz Ronaldo Cohin, CEO e fundador da startup.

O aplicativo pode ser baixado individualmente nos smartphones, mas o foco principal do empreendedor é na sua implementação em escolas, políticas públicas e instituições como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que os apoiou no desenvolvimento inicial do produto.

“Determinações de políticas públicas são a principal característica que buscamos para avaliar nosso fit com mercados internacionais. Nós procuramos a oportunidade de fechar um contrato com uma organização pública ou privada que seja capaz de distribuir o serviço para uma grande base de usuários”, explica.

O Jade nasceu com o propósito de ser global, e foi criado em português, espanhol e inglês. Em 2019, Ronaldo participou do ciclo Toronto do StartOut Brasil e hoje atua em 149 países, com mais de 110 mil usuários ativos. “Estamos atualmente baseados em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos”, comenta o empresário.

Chamado de “mês azul”, abril é o mês mundial do autismo. “É muito importante termos um período em que o autismo é discutido globalmente. Ele é uma condição que parte de um espectro onde é impossível discutir a evolução de pacientes de forma generalizada. O tratamento é sempre feito individualmente. Por isso, é essencial que o poder público compreenda que ações de apoio a famílias que lidam com crianças no espectro são indispensáveis. Tivemos avanços, mas mais investimentos precisam ser feitos nesse quesito.”

O profissional ainda fala sobre o poder transformador da tecnologia na sociedade e a importância do desenvolvimento de soluções inovadoras para este público. “A inovação tem um potencial muito grande e, dentro deste tema, é possível atender muitas necessidades a partir da gamificação. Existe muita pesquisa científica baseando a criação desse tipo de produto. Nosso trabalho é solucionar problemas que as pessoas já até se acostumaram, mas precisamos melhorar sua qualidade de vida”, finaliza Ronaldo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.