Oncologistas discutem inovações no enfrentamento do câncer em evento no Rio de Janeiro

As inovações no atendimento multidisciplinar em oncologia, a exemplo da cirurgia robótica e o papel da imunoterapia, estarão em destaque no Simpósio Internacional Oncologia Americas, na sexta-feira (5), no Hotel Windsor Oceânico, na Barra da Tijuca, a partir das 8h30. A novidade é que o formato presencial estará de volta e o evento vai contar com uma sala dedicada exclusivamente à cardio-oncologia, que diagnostica, trata e previne as doenças do coração ocasionadas por tratamentos contra o câncer.

Fernando Meton, diretor nacional do Oncologia Americas, diz que as inovações estão sendo incorporadas em toda a jornada do paciente, do diagnóstico, passando pelo tratamento e até aos cuidados paliativos, quando preciso. “A troca de experiências em atualização oncológica se faz necessária, pois o que buscamos é oferecer o que há de mais avançado aos nossos pacientes, a exemplos da cirurgia robótica em diversos tumores e terapias celulares, como o CAR-T CELL, que são as terapias personalizadas para agir em alvos específicos em tratamentos hematológicos”, explica.

O evento contará com especialistas de respeitadas instituições internacionais e do país, a exemplo de Alessandro Leal, co-fundador e diretor médico da DELFI Diagnostics (Baltimore, nos Estados Unidos) e consultor médico do programa de Medicina de Precisão do Hospital Israelita Albert Einstein; Renato Lopes, professor da divisão de cardiologia, da Duke Clinical Research Institute (Durham, também nos EUA); Rodrigo Perez, coordenador do Núcleo de Coloproctologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, além do time de médicos do Oncologia Americas.

Trata-se de um evento que abrange a oncologia em sua totalidade. “Os estudos que envolvem a relação do câncer com os problemas cardiovasculares, bem como os tumores de intestino, pâncreas, fígado, próstata, mama, pulmão, melanoma, manejo da dor e cuidados paliativos, entre outros, estarão na pauta das rodadas de trabalhos ”, informa Ana Paula Victorino, diretora científica do Instituto Americas de Ensino e Pesquisa.

Outro aspecto, embora em tempos de melhores índices na redução de hospitalização por Covid-19, está voltado para os desafios da assistência multidisciplinar no cenário de pandemia. “Por mais que estejamos em um processo de olhar para os próximos passos no âmbito da saúde, os aspectos que envolvem o pós-pandemia ainda seguem como prioritários para profissionais de diversas especialidades, não somente em oncologia, pois os danos precisam ser olhados de perto e, se necessário, tratados de forma global”, finaliza Fernando Meton.

A ação conta com a parceria do Instituto Americas de Ensino e Pesquisa, um polo de estímulo à investigação científica e educação continuada na área da saúde. O evento é gratuito, voltado para médicos e profissionais da saúde. Para se inscrever e consultar a programação completa, basta acessar o site: simposioamericasoncologia.com.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.