Pesquisas apontam que implantação de próteses de quadril e joelho aumentarão mais de 100% na próxima década

Estima-se que, na próxima década, haverá um aumento de 174% no número de implantações de próteses de quadril e 673% nas próteses de joelho, em todo o mundo.  No Brasil, estima-se que, atualmente, sejam implantadas  pelo SUS, todos os anos, cerca de 15.000 próteses de quadril e joelho, fora as cirurgias realizadas pelas redes particulares.

Há cerca de um ano, no Brasil, está disponível a opção de realizar o procedimento de colocação de prótese de quadril e joelho por meio da cirurgia robótica ortopédica. O robô Mako SmartRobotics™, lançado em 2015, é um dos modelos mais modernos entre os disponíveis no mercado.

“A cirurgia robótica de prótese de quadril e joelho une a tecnologia do robô aos conhecimentos de um médico, assim, a máquina é uma ferramenta utilizada para suporte do cirurgião, que obtém muito mais precisão com movimentos milimétricos”, explica o Dr.  Lucas Leite Ribeiro, ortopedista certificado em cirurgia robótica. “Com isso, o procedimento tem menor corte ósseo na implantação e melhores resultados”, completa o médico.

No país, são poucos os profissionais  certificados para a realização do procedimento, cerca de 40. “O robô Mako nos permite ter acesso a uma avaliação prévia do paciente antes do procedimento. Ele nos dá um panorama da situação das articulações que serão substituídas, com isso, planejamos cada etapa do procedimento e durante a cirurgia, se necessário, podemos reavaliar e fazer modificações de acordo com o que cada paciente demanda”, destaca Dr. Claudio Kawano, especialista em cirurgia do joelho e artroscopia pela Unifesp e certificado em cirurgia robótica.

“A cirurgia de colocação de prótese realizada com o robô Mako tem um menor corte ósseo, por isso, existe a possibilidade de ter um tempo menor de recuperação. O procedimento tem mais precisão na colocação das próteses, o que pode ajudar na amplitude dos movimentos e aperfeiçoar o resultado funcional, que pode melhorar a qualidade de vida”, explica o Dr. Clauber Tieppo, traumatologista credenciado a operar com a tecnologia Mako. “Além disso, o procedimento auxilia  na preservação do osso saudável, evitando danos a outras partes do corpo”, finaliza o médico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.