Projeto leva diversão e entretenimento em formato digital a crianças em tratamento

Há 13 anos, o projeto AstraZeneca Viva a Cultura! encanta crianças em tratamento, seus familiares, e toda a equipe médica em hospitais de diversas regiões do Brasil. Neste ano, em virtude das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, a Dançar Marketing, idealizadora do projeto, apresenta uma novidade: todo o conteúdo será integralmente no formato digital.

De 26 a 30 de julho, o mascote ‘Astro’ apresenta diferentes atividades culturais, que incluem oficinas, teatro e música instrumental, no YouTube e no site oficial (acessível) do projeto: www.vivaacultura.com.br, bem como nas redes sociais. Além de um conteúdo exclusivo, a plataforma conta ainda com jogo online e atividade de colorir. E o melhor, tudo totalmente gratuito!

“Com o formato digital e apoio dos hospitais parceiros, o AstraZeneca Viva a Cultura! de 2021 vai ampliar ainda mais sua atuação, alcançando, além dos leitos de hospitais, os internautas infanto-juvenis de todo o Brasil, oferecendo oportunidade inclusive a profissionais do segmento cultural tão impactado pela pandemia”, informa Pedro Bianco, presidente da Dançar Marketing.

O novo formato deixa o projeto ainda mais acessível, proporcionando entretenimento e bem-estar, durante o momento difícil da hospitalização, e como neste ano ele também estará presente no YouTube do projeto, atingirá um público ainda maior, visto que a maioria das operadoras de telefonia disponibilizam acesso livre e sem cobrança às redes sociais.

“Para nós, apoiar um projeto como este é incentivar a melhora destas crianças, pois as atividades estimulam os pacientes, elevando a autoestima e contribuindo no tratamento. Brincadeiras lúdicas e educativas também ajudam a melhorar a saúde, enfatiza Jorge Mazzei, Diretor Executivo de Relações Corporativas, Regulatório e Acesso da AstraZeneca Brasil.

O projeto AstraZeneca Viva a Cultura! é realizado pela Dançar Marketing em parceria com o Ministério do Turismo, através da Secretaria Especial da Cultura, e patrocínio da AstraZeneca. A edição 2021 conta com o apoio dos hospitais Darcy Vargas, Beneficência Portuguesa e Santa Marcelina em São Paulo; Hospital Infantil Pequeno Príncipe em Curitiba; IMIP em Recife; Hospital Martagão Gesteira na Bahia e Hospital Albert Sabin em Fortaleza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.