Revista Science conta com reforço importante em sua comissão editorial

Espaço aberto para a divulgação de boas práticas em gestão na área da saúde, a revista Science chega à sua sétima edição com o reforço de especialistas renomados, nacionais e estrangeiros, em sua Comissão Editorial.

Passam a fazer parte do grupo o diretor executivo do Grupo CURA, Carlos Eduardo Figueiredo; o médico conselheiro da Beneficência Portuguesa de São Paulo, Luiz Eduardo Bettarello; o professor e pesquisador holandês, especialista do Grupo Técnico de Saúde Digital da Organização Mundial da Saúde (OMS), Nick Guldemond; e o médico, economista e sociólogo Peter Lachman, ex-CEO da ISQua (sigla em inglês para Sociedade Internacional de Qualidade no Sistema de Saúde) e atual head de Aprimoramento de Qualidade na Royal College of Physicians, na Irlanda. A lista ainda é composta por Amanda Bittencourt, gerente de Operações da seguradora Care Plus, que já contribuía com a revista.

A Comissão Editorial, reforçada pelos novos integrantes, é responsável por garantir as diretrizes editoriais e qualidade do conteúdo publicado. Criada há um ano e meio, a revista Science, publicada com o apoio do Instituto Qualisa de Gestão (IQG), tem se posicionado como um espaço de compartilhamento e fomento de boas práticas em gestão de saúde. Com periodicidade trimestral, a publicação está disponível em dois idiomas – português e inglês.

“A revista Science já é inovadora por construir este espaço para compartilhar práticas de gestão exitosas na área da saúde. Com a renovação da Comissão Editorial, ganhamos ainda mais notoriedade para que possamos alcançar espaços ainda maiores, no Brasil e no mundo, de comunicação sobre a gestão da qualidade”, afirma Fabrício Cirino, editor científico.

Como publicar

Os autores interessados em publicar os artigos na revista Science contam com um espaço gratuito. Após a submissão, o conteúdo passa pelo crivo do Comitê Científico e uma Comissão de Avaliação. Uma vez aprovado, o texto é traduzido para o inglês, para que possa ser consumido por profissionais de outros países.

Atualmente em sua 7ª edição, a cada número a revista Science traz seis artigos científicos, além de um editorial apresentado por gestores de destaque selecionados. “Desta vez, destacamos como ponto central o quanto a governança institucional é relevante como apoio e respaldo na gestão da qualidade. E ter uma governança institucional envolvida com a qualidade, faz toda a diferença para que tenhamos melhores resultados e melhorias nas práticas assistenciais, pois ter excelentes colaboradores, sem que a direção não ‘compre’ a ideia da qualidade, não gera mudança organizacional”, explica Fabrício.

A contribuição para a revista pode ser feita de cinco maneiras:

Artigo Original: Com resultados de pesquisas originais, com metodologia detalhada e clara, discussão minuciosa e interface com a literatura científica nacional e internacional. Limitado a 15 páginas (resumo, tabelas, figuras e referências).
Revisão Sistemática com ou sem metanálise ou metassíntese: Análise de estudos originais, quantitativos ou qualitativos, visando à coleta de provas. Limitado a 25 páginas (incluindo resumo, tabelas, figuras e referências).
Estudo Teórico: Análise de teorias ou métodos que apoiem a qualidade e segurança do paciente, que contribuam para o desenvolvimento do conhecimento em Saúde. Limitado a 15 páginas (incluindo resumos, gráficos, figuras e referências).
Relatório de Experiência Profissional: Estudo de uma situação de interesse quanto à atuação em saúde, nas diferentes áreas do conhecimento, contendo análise de implicações conceituais, descrição de procedimentos com estratégias de intervenção ou evidências metodológicas adequadas para avaliação de eficácia de um procedimento ou estratégia. Limitado a 15 páginas (incluindo resumo, tabelas, figuras e referências).
Carta ao Editor Científico: Direcionado aos comentários dos leitores sobre os trabalhos publicados, expressando concordância ou discordância sobre o assunto abordado. Limitado a uma página.

O envio pode ser feito pelo e-mail assistencia@iqg.com.br, seguindo as Normas de Submissão que estão no site da revista.

Quanto ao papel da governança institucional, a fundadora e CEO do IQG, Mara Machado, acredita nas inovações que o processo tem trazido às organizações de Saúde. “No passado, o sistema de avaliação era bastante pautado no nível tático ou operacional, porém era difícil ver evolução no nível de maturidade institucional, pois quem de fato implementa a cultura da qualidade, é a governança pelas suas ações e políticas corporativas”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.