Telemedicina leva pediatria do Pequeno Príncipe ao Vale do Ribeira

Foto: Wynitow Butenas

O Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do país, está levando sua experiência centenária para o atendimento infantojuvenil da população de Iguape, cidade paulista do Vale do Ribeira. A instituição começou neste mês a prestar serviço de telemedicina na área de pediatria. O contrato assinado com a prefeitura do município prevê 186 consultas médicas no total, o equivalente a oito consultas por semana, ao longo de um período de seis meses, em pediatria geral, via teleconsulta ou via teleatendimento, voltadas especialmente à faixa etária entre 0 e 5 anos.

As consultas a distância são realizadas por meio da interação entre a criança e seu responsável, a equipe de médicos do Pequeno Príncipe e a equipe de saúde de Iguape. Para receber o atendimento remoto, as famílias precisam ir até a unidade de saúde do município, onde haverá suporte e acompanhamento de um profissional de saúde.

As teleconsultas contam com o TytoCare, um dispositivo que possui a capacidade de realizar segmentos do exame físico, de modo remoto, simultaneamente ou não, a partir de qualquer lugar, bastando apenas ter um sinal de internet. Além de serem transmitidos em tempo real, os resultados ficam arquivados em uma plataforma digital, à qual o médico tem acesso e pode analisar os dados para chegar a um diagnóstico mais preciso e então prescrever o tratamento. A tecnologia permite medir a temperatura e aferir a frequência cardíaca do paciente, fazer ausculta do coração, pulmões e região abdominal. Além disso, gera imagens com precisão e alta qualidade da garganta, do ouvido e da pele.

O aparelho foi trazido ao Brasil pela startup Tuinda Care, que é acelerada pelos hospitais pediátricos Pequeno Príncipe e Sabará, de São Paulo. “O projeto com a Prefeitura de Iguape traz a oportunidade de acesso à medicina pediátrica de alta qualidade técnica para as crianças desta importante cidade do litoral sul de São Paulo. A telemedicina, com uso de aparelhos junto ao paciente e, na outra ponta, nossos médicos com sua experiência, permite que nossa expertise vá a qualquer lugar. Por meio desse sistema de teleatendimento também integramos os profissionais de saúde envolvidos a uma rede de assistência a nossas crianças”, ressaltou o diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro.

A equipe do Serviço de Telessaúde do Pequeno Príncipe foi responsável pelo treinamento dos profissionais de saúde de Iguape que participam das consultas virtuais. O hospital também realizou os ajustes técnicos dos aparelhos que estão sendo utilizados nos pacientes e continuará oferecendo suporte aos funcionários do município, com retornos e avaliações do programa. “A telemedicina é um método de prestação de serviços médicos feita com o uso de tecnologias interativas. Por meio de um dispositivo de áudio e vídeo, o profissional de saúde que está na ponta pode trocar informações com o especialista, garantindo um atendimento de qualidade”, explicou a coordenadora do Serviço, a médica Rafaela Wagner.

Telessaúde

O Serviço de Telessaúde do Pequeno Príncipe teve início, oficialmente, em 2021 e também conta com a tecnologia Tyto. Desde então já realizou mais de quatro mil teleconsultas. Os atendimentos para pacientes que estejam em Curitiba ou qualquer outra cidade do país precisam ser agendados de forma on-line. Atualmente, são disponibilizadas teleconsultas na modalidade particular em oito especialidades pediátricas: cirurgia pediátrica, gastroenterologia, hematologia, nefrologia, neurologia, ortopedia, otorrinolaringologia e pneumologia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.