Terapeuta usa “games” para auxiliar pacientes na perda de peso

238

Você já ouviu falar em “Game Thinking”? Não? Game Thinking é uma técnica lúdica que gera engajamento por parte dos pacientes à atividade proposta. De acordo com a psicóloga clínica, especialista em saúde focada em emagrecimento, nutrição emocional e comportamental, Dra. Daiana Peixé, esta técnica dispara o gatilho da dopamina – nosso sistema de recompensa no cérebro -, construindo assim, novos significados e consciências, através de estímulos comportamentais e novas habilidades.

Pioneira no assunto aqui no Brasil, a terapeuta desenvolveu o sistema com o objetivo de ajudar pacientes no processo de emagrecimento, de forma eficaz e divertida. “O Game Thinking nasceu com o objetivo de oferecer um tratamento diferenciado para o paciente, algo que ele nunca tenha feito antes, já que a grande maioria chega ao consultório com a mesma queixa: já fiz de tudo e não consigo emagrecer, ou emagreço e volto a engordar e, principalmente aqueles pacientes que fizeram bariátrica estão engordando novamente.  Esse protocolo inovador foi criado justamente para isso, tirá-lo da rotina, da zona de conforto e gerar engajamento, comprometimento e motivação na busca pelo resultado esperado”, explica.

Mas como funciona? Após uma análise clínica, a psicóloga elabora o tratamento de acordo com as necessidades do paciente, usando jogos para que a pessoa se mantenha motivada e consiga alcançar seus resultados. “Eu uso estratégias divertidas e dinâmicas, de acordo com cada personalidade. Com esse método, conseguimos aumentar os níveis de dopamina no corpo, construindo novos significados e criando consciência através de estímulos comportamentais e novas habilidades, fazendo com que você queira atingir os resultados estabelecidos”, complementa.

O Game Thinking não é um jogo em si, mas uma ferramenta que auxilia na construção de hábitos saudáveis e na melhora na qualidade de vida. “Gameficar” significa construir um caminho com recompensas, dando um passo de cada vez e ficando cada vez mais próximo do seu objetivo. Ele é aplicado através de um ciclo “desafio-conquista-prazer”, com estratégias para cada tipo de personalidade. As pessoas são direcionadas a entender suas ações em busca dos resultados. É um processo construído junto com o indivíduo, através da identificação da motivação interna e dos recursos psicológicos de cada pessoa. Em alguns casos em forma de jogos, outros em forma de missões, essa técnica faz com que a jornada seja leve e prazerosa, gerando recompensas semana a semana, até atingir o resultado esperado: a perda de peso.

O grande diferencial é que as tarefas consideradas tediosas, no processo de emagrecimento, ganham um componente motivacional, o que, segundo a profissional, trazem ótimos resultados. “Aqui, nada é imposto. São desafios construídos junto com o paciente, que estimulam a quebrar barreiras e a superar desafios. Assim, aumentamos os níveis de dopamina-serotonina, ativamos o ciclo da recompensa e criamos hábitos mais saudáveis, que dão o mesmo prazer que um doce ou uma fritura, por exemplo. Os resultados têm sido ótimos.”, finaliza.

Informações: conectavitta.com.br

Deixe seu comentário