Um canal de denúncias seguro favorece relatos de assédio na área da saúde

Não é incomum nos depararmos com casos de assédio, seja moral ou sexual, em empresas de todos os tipos. Recentemente, esse tema tem sido objeto de diversas matérias na imprensa e na justiça, o que chama a atenção para o debate: como prevenir ações desse tipo? A resposta para essa pergunta é complexa, porém, há solução. Treinamento constante e imparcialidade na hora de analisar os fatos são ações indispensáveis para uma boa gestão corporativa.

“Uma pessoa que vivenciou ou presenciou um abuso no ambiente de trabalho precisa se sentir segura para denunciar. Muitos casos não são relatados pelo fato de serem tratados no mesmo ambiente, inclusive envolvendo o superior direto da vítima. Um canal independente é crucial para a proteção dos colaboradores e boa gestão da empresa”, explica Waldyr Ceciliano, da True, empresa especializada em auditoria, compliance e consultoria em saúde. De acordo com o especialista, essa medida vale para todos os tamanhos de empresa, de pequeno à grande porte, e agrega responsabilidade e transparência à marca.

O canal de denúncias independente é operado, geralmente, por empresas especializadas que atuam 24 horas por dia recebendo ocorrências via e-mail, chat ou telefone. Após recebida a denúncia, a equipe registra o protocolo e inicia a investigação interna dos fatos, preservando sempre o sigilo do denunciante. “Eu destaco também a importância do canal ser aberto, 24 horas e de fácil acesso. Muitas das denúncias que recebemos acontecem via e-mail na madrugada, quando as pessoas estão refletindo sobre o fato. São detalhes que precisam ser levados em consideração”, acrescenta Ceciliano.

Na área da saúde, prevenir casos de abuso é ainda mais importante. O CEO lembra que o setor lida com dados e situações sensíveis, o que demanda mais atenção por parte das operadoras. Algumas ações são essenciais para garantir conformidade no ambiente de trabalho, como o amplo conhecimento dos colaboradores sobre o código de conduta da empresa e o constante treinamento da equipe. Além disso, o especialista destaca que o acompanhamento e relacionamento entre administração e colaboradores deve ser contínuo. “Monitoramento é uma palavra indispensável para o gestor. É preciso acompanhar, medir, mensurar. Para evitar essas situações, é importante que a empresa realize pesquisas com os colaboradores e também com os beneficiários e usuários do serviço, tentando identificar como está o ambiente corporativo e de atendimento. Uma boa gestão clínica se dá, primeiramente, a partir de um relacionamento aberto e seguro no ambiente de trabalho”.

Bom para os dois lados – Além de proteger seus colaboradores, empresas que processam de forma adequada as denúncias diminuem drasticamente as chances de danos financeiros e de imagem à companhia. “Quando um escândalo vem à público, a empresa tem muito a perder com isso, inclusive em questões financeiras devido a processos e indenizações. Um sistema de canal de denúncias terceirizado simples, porém profissional, pode salvar instituições de graves crises e até mesmo de insolvência”, finaliza Ceciliano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.