Empreendedorismo na Enfermagem é pauta do CONDEPE 2019

249

Já ficou bem para trás o tempo em que um profissional de Enfermagem estava praticamente fadado a trabalhar por toda a vida em hospital ou unidade de saúde. Hoje, as possibilidades de atuação na saúde são inúmeras e cada vez mais atrativas. Para construir uma carreira sólida e de sucesso, contudo, é essencial estar antenado, acompanhar os avanços e tendências, além de ter um indispensável faro empreendedor.

A pauta é tão relevante que ocupará um espaço especial no 2º CONDEPE – Congresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem, que será realizado nos dias 23 e 24 de abril de 2019, no Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP). Luiza Dal Ben, especialista em Administração de Serviços de Saúde e Hospitalar pela Faculdade de Saúde Pública da USP, abordará a prática do empreendedorismo em conferência na qual mostrará ainda como o cotidiano de enfermeiros, técnicos e auxiliares, abre portas todos os dias para uma abordagem diferenciada, cuidados diferenciados e novos negócios.

“É um campo profissional muito particular, pelo trato próximo e humano aos pacientes, importância à qualidade de vida, segurança, respeito e atendimento de necessidades cada vez mais valorizadas”.

É fato. Todas as pesquisas recentes sobre as expectativas dos brasileiros confirmam que a saúde é prioridade total. Assim, o ofício da Enfermagem ganha paulatinamente mais destaque no mercado. O empreendedorismo social focado no bem-estar, com uma visão interdisciplinar, integrativa, tende a ser cada vez mais compensador, se levado em conta o aumento da longevidade da população brasileira, criando perspectivas atrativas aos cuidadores, conforme Luiza Dal Bem.

“Além disso, há as doenças crônico degenerativas, exigindo engajamento maior no tratamento em saúde”.

Por fim, Luiza menciona que o empreendedorismo propicia um círculo virtuoso, revertendo em favor também das instituições médicas, criando imagem benéfica tanto dos cuidadores quanto a hospitais e clínicas.

“A alegria dos profissionais traz reflexos à saúde e transpassa às pessoas, aspecto importante a ser ressaltado na atual era tecnológica, na qual há uma ilusão de que tudo pode substituir o contato humano”.

Informações: www.condepe.com.br

Deixe seu comentário