Hospital Moinhos de Vento reúne especialistas para tratar distúrbios no assoalho pélvico

214
Foto: Matheus Gomes

O Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS) realizou, na manhã deste sábado (10), o II Simpósio Multidisciplinar sobre Assoalho Pélvico. O evento reuniu especialistas como uroginecologistas, coloproctologistas, urologistas, fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos, neurologistas e radiologistas. O grupo debateu, com rigor científico, os distúrbios e suas correções relativos à região que sustenta os órgãos pélvicos e abdominais, além de suportar o peso do corpo.

Profissionais de renome nacional falaram sobre as inovações e os paradigmas do assunto, e a plateia, igualmente multidisciplinar, participou trazendo questionamentos e experiências na área. A realização foi do Serviço de Coloproctologia do Hospital Moinhos de Vento, com coordenação da coloproctologista Heloísa Mussnich. A organização contou com a equipe de fisiologia anorretal da instituição.

Durante a manhã, foram realizadas três mesas-redondas. A primeira tratou da avaliação multidisciplinar do assoalho pélvico, comportando a anatomia pélvica e perineal, o papel da manometria anorretal e da ressonância magnética no diagnóstico. A segunda discutiu a abordagem clínica dos distúrbios da região, com os tópicos de dor pélvica e seu tratamento, disbiose intestinal e biofeedback. A terceira relacionou a abordagem cirúrgica e minimamente invasiva dos distúrbios do assoalho pélvico, com o tratamento das retoceles por via vaginal, diretrizes no tratamento da procidência do reto e a neuromodulação sacral.

Rosângela de Oliveira Mello, do Serviço de Coloproctologia e do Laboratório de Fisiologia Anorretal do Hospital Moinhos de Vento, destacou a importância de se ter hábitos saudáveis – como ter uma dieta adequada para manutenção da função intestinal, evitando esforços excessivos no momento da evacuação, e a prática regular de atividade física. O acompanhamento médico com os especialistas das áreas de Coloproctologia, Ginecologia e Urologia também é fundamental, especialmente na idade madura. “As gestantes devem buscar o acompanhamento correto para suas gestações e partos. Além disso, existem centros de referência em assoalho pélvico ou médicos referenciados pelo clínico responsável por sua saúde geral”, complementou.

O Hospital Moinhos de Vento conta com o Laboratório de Fisiologia Anorretal para realizar investigações de doenças na região pelve-perineal. São realizados exames específicos para o diagnóstico e oferecidos os tratamentos adequados a cada caso. O serviço atende pessoas a partir de 16 anos que tenham sintomas de constipação, dificuldade evacuatória e incontinência, além de pacientes pós-parto vaginal.

Deixe seu comentário