Acadêmicos de medicina de várias regiões do Brasil concluem estágio no Hospital Santa Cruz

No último mês, o Hospital Santa Cruz, em Curitiba (PR), recebeu acadêmicos de medicina de várias partes do Brasil, para realização de estágio. Os sete estudantes estagiaram dentro dos serviços de Clínica Médica, Cardiologia, UTI Neonatal, Neurocirurgia e Cirurgia Geral, mas puderam conhecer também a UTI geral e cardíaca, os serviços de radiologia, hemodinâmica, endoscopia, entre outros. As atividades tiveram a supervisão do Dr. Paulo Cesar Andriguetto, Diretor Clínico do Hospital Santa Cruz.

Nesta primeira etapa do projeto, participaram alunos da Universidade Católica de Pelotas (UCPEL), Universidade de Caxias do Sul (UCS), Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Pontifícia Universidade Católica de Londrina (PUC-Lon), Universidade Federal de Roraima (UFRR) e Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL).

A iniciativa faz parte de uma parceria entre a UFPR (Universidade Federal do Paraná) e a IFMSA (International Federation of Medical Students Associations). Organização não governamental e sem fins lucrativos, a IFMSA faz trabalho voluntário realizado por estudantes de medicina espalhados em 125 escolas médicas pelo Brasil e em 128 países. A federação promove campanhas e projetos em saúde pública, sexualidade, humanização, direitos humanos e educação médica, inserindo seus estudantes num contexto de transformação local e global. Além disso, promove intercâmbios acadêmicos entre as universidades federadas.

Em março, julho e agosto, o Hospital Santa Cruz receberá novos grupos de estudantes para estágio, por meio da IFMSA Brazil. “Ficamos muito felizes em poder compartilhar conhecimento e experiências com os futuros médicos”, afirma o Dr. Paulo Cesar Andriguetto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.