Artigo – Medicação usada para reduzir níveis de colesterol pode diminuir gravidade da Covid-19

Em um novo estudo da Escola de Medicina da Universidade da Califórnia em San Diego, os pesquisadores confirmaram que os pacientes que tomam medicamentos com estatinas tiveram um risco 41% menor de morte no hospital devido a Covid-19. As descobertas foram publicadas em 15 de julho de 2021 na PLOS ONE e expandem a pesquisa anterior conduzida na UC San Diego Health em 2020.

As estatinas são comumente usadas para reduzir os níveis de colesterol no sangue, bloqueando as enzimas hepáticas responsáveis ​​pela produção do colesterol. Elas são amplamente prescritas: O Center for Disease Control estima que 93 por cento dos pacientes que usam uma droga para baixar o colesterol usam estatina.

“Quando confrontado com este vírus no início da pandemia, houve muita especulação em torno de certos medicamentos que afetam o receptor ACE2 do corpo, incluindo estatinas, e se eles podem influenciar o risco de Covid-19”, disse Lori Daniels, MD, líder autor do estudo, professor e diretor da Unidade de Terapia Intensiva Cardiovascular da UC San Diego Health.

“Na época, pensávamos que as estatinas poderiam inibir a infecção por SARS-CoV-2 por meio de seus conhecidos efeitos anti-inflamatórios e capacidades de ligação, o que poderia potencialmente interromper a progressão do vírus”.

Usando dados do Registro de Doenças Cardiovasculares Covid-19 da American Heart Association, a equipe de pesquisa da UC San Diego aplicou suas descobertas originais a uma coorte muito maior: mais de 10 mil pacientes com a doença hospitalizados nos Estados Unidos.

Especificamente, os pesquisadores analisaram prontuários médicos de 10.541 pacientes internados com covid-19 durante um período de nove meses, de janeiro a setembro de 2020, em 104 hospitais diferentes.

“A partir desses dados, realizamos análises mais avançadas enquanto tentávamos controlar as condições médicas coexistentes, o status socioeconômico e os fatores hospitalares”, disse Daniels. “Ao fazer isso, confirmamos nossos achados anteriores de que as estatinas estão associadas a um risco reduzido de morte por Covid-19 entre pacientes hospitalizados por conta da doença.”

Daniels disse que parece que a maior parte do benefício está entre os pacientes com boas razões médicas para tomar estatinas, como histórico de doenças cardiovasculares ou hipertensão. De acordo com a equipe de pesquisa, o uso de estatinas ou um medicamento anti-hipertensivo foi associado a um risco 32% menor de morte entre pacientes internados, com histórico de doença cardiovascular ou hipertensão.

No estudo, técnicas de correspondência estatística foram usadas para comparar os resultados de pacientes que usaram estatinas ou um medicamento anti-hipertensivo com pacientes semelhantes que não usaram.

Fonte: Lori B. Daniels et al, Relation of prior statin and anti-hypertensive use to severity of disease among patients hospitalized with COVID-19: Findings from the American Heart Association’s COVID-19 Cardiovascular Disease Registry, PLOS ONE (2021). DOI: 10.1371/journal.pone.0254635

Rubens De Fraga Júnior é professor titular da disciplina de gerontologia da Faculdade Evangélica Mackenzie do Paraná. Médico especialista em geriatria e gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.