Banco de Leite Humano do Hospital Estadual da Mulher precisa de doadoras

Foto: Marilane Correntino

O Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Estadual da Mulher (Hemu) tem apresentado uma queda no estoque e atualmente, conta com apenas 120 litros. Como a demanda de leite humano na unidade é muito alta, essa quantidade é preocupante. A necessidade é de cerca de 300 a 400 litros, para trabalhar com segurança.

A coordenadora do BLH, Renata Leles faz uma solicitação a todas as mães que estejam amamentando que se tornem doadoras e contribuam para aumentar os estoques do Banco de Leite da unidade. “Houve uma queda acentuada em nossos estoques e precisamos da doação de leite materno para salvar os recém-nascidos que estão internados nas UTIs neonatais. Quem puder doar nos procure. Não precisa nem sair de casa, nós buscamos esse leite”, diz a coordenadora.

O leite materno é o alimento mais completo para o bebê. Rico em água, proteínas, lipídios, glicídios, vitaminas e minerais. Já está comprovado que bebês prematuros que se alimentam de leite humano, num período de privação da amamentação em suas mães, possuem mais chances de recuperação e de terem uma vida mais saudável.

Solidariedade

Doar leite materno é um gesto que salva vidas. Um litro de leite doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. A depender do peso do prematuro, um (1) ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez que for alimentado.

Para realizar as doações, as mães precisam seguir algumas exigências como apresentar exame de pré-natal que comprove ausência de doenças infecto-contagiosas, não podem ser fumantes, usuárias de drogas ou de bebidas alcoólicas. Além disso, a doadora não pode ter recebido sangue nos últimos seis meses, e não pode fazer uso de medicamentos que contenham restrições à amamentação, e consequentemente, à doação.

As mães interessadas em doar leite materno podem ligar ou enviar mensagem para o número (62) 3956-2921 e solicitar a coleta em domicílio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.