Banho de sol revigora pacientes de UTI no Hospital de Campanha Lagoa-Barra

44

Depois de dias internados na UTI do Hospital de Campanha Lagoa-Barra (RJ), pacientes podem, enfim, voltar a ver a luz do sol. Mesmo ainda sem previsão de alta, a recuperação gradual permitiu que eles fossem beneficiados por um projeto que vem alegrando os pacientes. A equipe médica da unidade criou um espaço próprio e seguro para que eles possam ter seus momentos ao ar livre e desfrutar de um banho de sol. Uma das entusiastas do projeto, a médica intensivista Clarice Costa destaca como o solário vem sendo importante para o bem estar e o ganho de qualidade de vida dos pacientes da UTI, que passam o dia em ambientes fechados, sem contato com o mundo exterior. “O passeio proporciona momentos de relaxamento, bem como estreita a relação entre o paciente e a equipe multidisciplinar. E a exposição à luz solar, melhora o humor e equilibra o ritmo circadiano, que precisa do claro e escuro para funcionar bem”.

Para o diretor da unidade. Werner Scheinpflug, o benefício psicológico é notório a cada passeio que é feito com um paciente. “O banho de sol revigora o paciente, o faz ter um novo ânimo para continuar o tratamento, que muitas vezes, envolve um período prolongado de reabilitação respiratória e motora”, explica.

Desenvolver ações que reforcem o atendimento humanizado tem sido uma constante da equipe multidisciplinar, que percebe como pequenos gestos, como a criação do solário, fazem uma diferença enorme na recuperação de pessoas que estão há dias internadas, sem ter como receber a visita presencial da família e vendo somente o ambiente hospitalar. Por isso, o hospital aproveita a ocasião do banho de sol para fazer também chamadas por vídeo com os parentes. “São sempre momentos de emoção e felicidade para o paciente, seus familiares e para os funcionários”, revela Clarice, que reforça a importância do sol do ponto de vista médico. A falta de luz natural por períodos prolongados provoca distúrbios psicossomáticos que prejudicam, por exemplo, a qualidade do sono.

Inicialmente, o projeto foi idealizado para atender os pacientes em internação prolongada em UTI, estáveis e que não precisam mais da ventilação mecânica. Mas já há a previsão de estender para os pacientes de enfermaria. Mas como funciona um banho de sol de um paciente de UTI? Para garantir a segurança do paciente, cada passeio, que dura em média 15 minutos, é feito com a presença da equipe de fisioterapia e de um médico. “O solário é só mais um exemplo de nosso compromisso em oferecer um serviço de excelência à população”, destaca Werner.

Com estrutura voltada exclusivamente para atender infectados pelo novo coronavírus que são encaminhados pela Secretaria Estadual de Saúde, a unidade é gerida pela Rede D’Or, que também esteve à frente da sua construção. O hospital foi construído com recursos exclusivos da iniciativa privada, resultado de uma parceria entre a Rede D’Or, a Bradesco Seguros, as Lojas Americanas, o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) e o Banco Safra.